Evento vai discutir crescimento das redes inteligentes

Players das principais empresas do país e especialistas vão discutir o tema smart grids durante a 14a Latin American Utility Week

Avanços na rede

O que já realidade nos Estados Unidos e em países da Europa, Ásia e Oriente Médio, as redes inteligentes de energia elétrica, as Smart Grids, apresentam grande potencial de crescimento no Brasil. Iniciativas como o projeto Redes Inteligentes, da AES Eletropaulo, e o lançamento, pela WEG, do primeiro medidor inteligente de energia do país são sinais de que segmento pode se expandir, contribuindo para a eficiência e controle operacional e dos gastos por parte das empresas e consumidores.

O tema será abordado em um dos quatro palcos de conferência da 14a Latin American Utility Week (LAUW), principal encontro de utilities da América Latina, que acontece de 13 a 15 de setembro, no Transamerica Expo Center, em São Paulo, reunindo os principais executivos das utilities do Brasil e América Latina, além de 60 marcas expositoras.

O encontro sobre Smart Grids vai abordar, no segundo dia do evento, os seguintes tópicos: Automação Inteligente de Redes, Investimento em Smart Grids, Integração entre Tecnologia de Informação e Tecnologia Operacional, Infraestrutura de Chaves Públicas Para Medidores Inteligentes e Internet das Coisas, A Realidade Brasileira do Sistema de Compensação de Energia Elétrica (net metering) e A Evolução do Modelo de Negócio da Distribuição do Futuro e o Impacto na Gestão dos Sistemas de Distribuição.

No último dia do evento, o palco Smart Grids vai trazer temas como: Tendências em TI para Redes Inteligentes, Laboratório de Redes Inteligentes da USP, Interação com Consumidores: Análise de Informações e Perfis, Vulnerabilidades e Arquiteturas Seguras AMI: Análise de Soluções Adotadas em Diferentes Países e Novas Tecnologias para Automação da Operação.

Os debates vão contar com a presença de players e especialistas da Elektro, AES Eletropaulo, Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), Copel Distribuição, Accenture, Nokia, Concert, Capgemini, USP e Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD).

“Os temas debatidos na LAUW estão sempre na fronteira da expansão dos serviços de utilities e de sua medição”, afirma Marcos Trevisan Vasconcellos, chefe da Divisão de Instrumentação, Software e Condições Ambientais do Inmetro, que vai proferir a palestra “Infraestrutura de Chaves Públicas Para Medidores Inteligentes e Internet das Coisas”. “É fundamental que a medição dos serviços seja justa e adequada às necessidades da sociedade, refletindo o desenvolvimento tecnológico que as torna exatas, precisas e seguras. Assim, ela, como um todo, é beneficiada com um grau adequado de confiança nos insumos consumidos”, completa.

Serviço com programação:

14 de Setembro de 2016 (Quarta-feira) – Palco Smart Grids
Presidente de Mesa: Marcos Valillo, Diretor Comercial da Pointer Brasil
10h – Automação Inteligente de Redes
Sistema de Automação;
Comunicação Fibermesh;
Evolução do sistema de Self-Healing.
Felipe Rover, Engenheiro de Automação da Elektro
10h40 – Investimento em Smart Grids: quais contrapartidas têm as utilities?
Maria Tereza Vellano, Diretora de Planejamento e Engenharia da AES Eletropaulo
11h20 – Integração entre Tecnologia de Informação e Tecnologia Operacional
Soluções com a Integração das Redes em Produção
Confidencialidade dos Dados x Disponibilidade Operativa
Benefícios da Integração TI e TO para as Utilities
Antonio Almeida, Gerente da AES Eletropaulo
12h – Intervalo para Almoço e Visita à Exposição
14h – Infraestrutura de Chaves Públicas Para Medidores Inteligentes e Internet das Coisas
Segurança Cibernética
Smart Grid
Internet das Coisas
Marcos Trevisan Vasconcellos, Chefe da Divisão de Instrumentação, Software e Condições Ambientais do INMETRO
14h40 – A Realidade Brasileira do Sistema de Compensação de Energia Elétrica (net metering)
Marco Regulatório da Geração Distribuída no Brasil
Medidas de Incentivo Necessárias para o Crescimento
Benefícios a serem Colhidos pelo Setor Elétrico
João Acyr Bonat, Departamento de Relacionamento com Grandes Clientes da Copel Distribuição
15h20 – A Evolução do Modelo de Negócio da Distribuição do Futuro e o Impacto na Gestão dos Sistemas de Distribuição
Distribution Systems Operators
Distribution Management Systems
DSO Model
Alex Lago, Líder Global da Prática de Operação Inteligente de Redes da Accenture
16h – Coffee Break e Visita à Exposição
16h30 e 17h – A ser anunciado
15 de Setembro de 2016 (Quinta-feira) – Palco Smart Grids
Presidente de Mesa: João de Souza Junior, Diretor da JSMC Soluções em Gestão de Negócios
10h – Tendências em TI para Redes Inteligentes
Internet of Things – IoT
Plataformas SaaS
Eficiência Operacional
Paulo Soares, Key Account Manager – Energy Segment Brazil da NOKIA
Geraldo Guimarães Jr., Consultor para Utilities
Ângelo Fares Menhem, Diretor da Concert
Rodrigo Modesto, Sales Executive – Key Accounts da Capgemini
11h20 – Laboratório de Redes Inteligentes da USP
Nelson Kagan, Professor Titular da Escola Politécnica USP
12h – Intervalo para Almoço e Visita à Exposição
14h – Interação com Consumidores: Análise de Informações e Perfis
Rogério Jorge, Diretor Comercial da AES Eletropaulo
14h40 – Vulnerabilidades e Arquiteturas Seguras AMI: Análise de Soluções Adotadas em Diferentes Países
Requisitos de Segurança para AMI
Ameaças e vulnerabilidades em AMI
Modelos e Soluções Adotadas
Sérgio Ribeiro, Pesquisador em Segurança da Informação do CPqD
15h20 – Novas Tecnologias para Automação da Operação
Identificadores de Falta
Self-healing
Big Data / Cybersecurity
Paulo Pranskevicius, Gerente de Engenharia de Automação AES
16h – Coffee Break de Premiação do Latin American Utility Awards 2016 e Encerramento

 

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia