Seminário Técnico sobre Geração Distribuída acontece no mês de Abril, em São Paulo

O número de conexões no Brasil está próximo a 9 mil instalações

Divulgação

No próximo mês, especialistas irão discutir a energia distribuída e apresentar como o biogás pode contribuir para o desenvolvimento do setor elétrico
No dia 19 de Abril, a Associação Brasileira de Biogás e Biometano (ABiogás), reunirá especialistas do setor de energia para apresentar dados sobre o setor e tratar sobre o cenário de geração distribuída no Brasil e do mundo. O evento acontecerá a partir dás 9h, na Av. Chedid Jafet, 222 – Torre D. Auditório – Vila Olímpia, em São Paulo.

Desde 17 de abril de 2012, quando entrou em vigor a Resolução Normativa ANEEL nº 482/2012, o consumidor brasileiro já pode gerar sua própria energia elétrica a partir de fontes renováveis ou cogeração qualificada, como o biogás, e inclusive fornecer o excedente para a rede de distribuição de sua localidade.

O número de conexões no Brasil está próximo a 9 mil instalações. O número cresceu de 4 conexões registradas em dezembro de 2012 para 8.990 ligações registradas na Aneel em 19 março de 2017, o que representa uma potência instalada de 100.971 kW.

Entretanto, ainda há muitas dúvidas sobre o assunto e a possibilidade de crescimento é enorme. Segundo a Aneel, estima-se que no ano de 2024 mais de 1,2 milhão de consumidores passem a produzir sua própria energia, o equivalente a 4,5 gigawatts (GW) de potência instalada. Por isso, a ABiogás reunirá os mais gabaritados especialistas na área para esclarecer as dúvidas.

As vantagens aliam economia financeira, consciência socioambiental e sustentabilidade. Para o presidente da ABiogás, Cícero Bley Jr., o biogás pode ser gerado em qualquer parte do Brasil a um custo bastante viável e de maneira descentralizada.

“Agricultores e pecuaristas, de todos os portes, poderão ter uma nova fonte de renda, por meio da produção de energia, o que geraria mais emprego, além de poderem diminuir o gasto com o consumo de energia elétrica e combustível”.

Bley conta ainda que as conexões de biogás na geração distribuída contribuiriam para a atenuação do problema de transmissão de energia no país, já que o biogás seria gerado no mesmo lugar em que seria consumido.

Para Alessandro Gardemann, vice-presidente da ABiogás, os estímulos à geração distribuída a partir do biogás se justificam pelos potenciais benefícios que tal modalidade pode proporcionar ao sistema elétrico.

“A contribuição econômica e ambiental vai desde a geração local de empregos e produção de equipamentos, o baixo impacto ambiental, a redução no carregamento das redes, a minimização das perdas e a diversificação da matriz energética, até a recuperação de um recurso energético normalmente desperdiçado e com um impacto significativo em termos de geração distribuída”.

Durante o encontro serão apresentados os seguintes temas:

ü O que é Geração Distribuída – Reive Barros dos Santos – ANEEEL

ü Benefícios da Geração Distribuída para o sistema elétrico brasileiro – Thiago Barral – EPE

ü Benefícios do Biogás para Geração Distribuída – Alessandro Gadermann – ABiogás

ü Aspectos jurídico-tributários – Dr. Monroe Olsen – Andersen Ballão Advocacia

ü Modelos de estrutura – Rafael Pulgar – Tradener

ü O mercado de Geração Distribuída no Brasil – Carlos A. F. Evangelista – ABGD

ü Geração Distribuída a partir do Biogás – Rodrigo Régis – CIBiogás

ü Geração Distribuída fotovoltaica – Rodrigo Marcolino – Axis Renováveis

ü Panorama atual e potencial paulista de Geração Distribuída – CPFL

ü Financiamento – Marilia Rebassa – CELA

ü Gasoduto estruturantes – Sérgio Silva – COMGÁS

ü Debate de encerramento – perspectivas biogás/biometano

Serviço:
Seminário Técnico sobre Geração de Energia Distribuída
Data: 19/04/2017
Local: Av. Chedid Jafet, 222 – Torre D. Auditório – Vila Olímpia – São Paulo
Horário: 9h
https://www.abiogas.org.br/seminario-tecnico-gd

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia