Governo autoriza aumento da mistura de biodiesel no diesel de 8% para 10%

A medida significa a antecipação de um ano do nível de mistura previsto na Lei 13.263, de 23 de março de 2016, que estabelecia o patamar B10 para o óleo diesel somente a partir de março de 2019

Arquivo :UI

 

O Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou nesta quinta-feira em reunião extraordinária o aumento da mistura de biodiesel por litro de óleo diesel dos atuais 8% (B8) para 10% (B10) a partir de março do próximo ano.

A medida significa a antecipação de um ano do nível de mistura previsto na Lei 13.263, de 23 de março de 2016, que estabelecia o patamar B10 para o óleo diesel somente a partir de março de 2019. Já esperada pelo setor produtivo e toda a cadeia econômica e social do biocombustível, ela deve aumentar a produção de biodiesel dos 4,2 bilhões de litros previstos para este ano, para algo em torno de 5,3 bilhões de litros em 2018.

Até outubro passado o Brasil importou 10,4 bilhões de litros de óleo diesel, num dispêndio de US$ 4,4 bilhões. Com o aumento da mistura para B10 o país pode economizar cerca de US$ 3,2 bilhões em importações do combustível fóssil.

Segundo o presidente da Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (APROBIO), o aumento da mistura contribui também para reduzir a ociosidade industrial do parque produtivo, em torno de 50%. “A partir de agora – disse ele –, precisamos nos preparar para atender um mercado B15 (15% de biodiesel por litro de diesel).

A resolução do CNPE segue para sanção do presidente da República e entrará em vigor depois da publicação no Diário Oficial da União.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia