Alta de 70% nos preços da energia nos prédios de São Paulo, diz Lello

95% dos empreendimentos registraram alta, aponta a Lello

RGE e a garantia

A conta de luz está salgada também para os condomínios residenciais da cidade de São Paulo. É o que aponta estudo da Lello, empresa líder em administração condominial no Estado.

As contas pagas em julho deste ano pelos prédios foi, em média, 70% superior em relação ao mesmo mês de 2014.

Em julho do ano passado o valor médio da fatura de energia elétrica paga pelos condomínios era de R$ 1.413. Em um ano, pulou para R$ 2.613, com consequente impacto na cota de condomínio paga pelos moradores.

O estudo, feito com base em 1,6 mil condomínios da capital paulista, apontou ainda que 95% dos prédios tiveram aumento nas contas de luz. Em abril esse porcentual era de 85%.

Diferentemente do que acontece com o consumo de água, somente as despesas com energia elétrica das áreas comuns dos condomínios são rateadas entre todos os moradores.

“A instalação de minuterias e sensores nas áreas comuns, bem como a adequada programação dos elevadores e o uso de lâmpadas econômicas pode ajudar na redução dos custos”, diz Angelica Arbex, gerente de Relacionamento com o Cliente da Lello Condomínios.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia