Preços dos combustíveis sobem em novembro, mostra Ticket Log

A gasolina mais cara foi encontrada no Acre, com o Estado marcando o valor mais alto praticado em todo o Brasil, cuja média ficou em R$ 4,77/l

Mais preços

Os preços dos combustíveis voltaram a subir em novembro, segundo levantamento do Índice de Preços da Ticket Log (IPTL). Com base no estudo, feito nos 36 mil postos de combustíveis credenciados pela Ticket Log em todo o País, o que corresponde a 60% dos estabelecimentos em território nacional, o aumento médio da gasolina ficou em 3,24%, alcançando R$ 4,16/l. Para o etanol, a variação foi de 1,73%, com média de preço de R$ 3,26/l. Já o diesel registrou elevação de 1,82%, chegando a R$ 3,43/l. Os únicos combustíveis a registrar queda foram o diesel S-10 e o GNV, que tiveram variação negativa de 1,36% e 0,13%, com média de preços de R$ 3,19 e R$ 2,50, respectivamente. Os dados foram apresentados nesta terça-feira.

A gasolina mais cara foi encontrada no Acre. O Estado teve o valor mais alto praticado em todo o Brasil, cuja média ficou em R$ 4,77/l, e também teve o maior aumento percentual nos preços na comparação com outubro: 7,67%. São Paulo foi o Estado com a gasolina mais barata, com média de R$ 3,91/l, e onde os valores subiram 3,5%.

O etanol mais caro foi comercializado no Rio Grande do Sul, onde o aumento foi de 10,65% sobre outubro, com média de R$ 3,89/l. Mato Grosso é o Estado onde esse combustível esteve mais barato, com os valores praticados em torno de R$ 2,55. No Amazonas, foi registrada a maior queda de no preço do litro: 6,97%, com média de R$ 3,19. Em Alagoas, no Distrito Federal, Maranhão, Tocantins e em Sergipe, os valores se mantiveram estáveis entre outubro e novembro.

Já o diesel, mais uma vez, impactou bastante o consumidor do Acre, que pagou em média R$ 3,91 pelo litro em novembro, mesmo com queda de 1%. O maior aumento sentido no bolso do consumidor foi em Goiás, onde os preços subiram 8,78% e chegaram a R$ 3,89. O litro mais barato do diesel foi encontrado no Paraná, com média de R$ 3,14 o litro.

A boa notícia do levantamento do IPTL foi a queda no preço do diesel S-10 e do gás natural veicular (GNV), que registraram os menores valores em São Paulo (R$ 3,19) e em Santa Catarina (R$ 1,92).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia