Renda extra: Eletricista foi o bico mais requisitado em 2017

Eletricista, pintor e pedreiro foram os profissionais mais requisitados durante o ano passado, de acordo com levantamento de plataforma especializada

Divulgação

O ano de 2017 marcou o início da diminuição do desemprego. A cada dado novo divulgado, percebia-se uma melhora no quadro. Mesmo assim, milhões de brasileiros ainda continuam em busca de um trabalho. A opção para essa época continua sendo fazer bicos para obter uma renda. Um levantamento feito pela plataforma iPrestador – serviço gratuito para quem quer contratar profissionais – , mostrou quais o serviços mais buscados durante o ano passado.

O levantamento levou em conta a base de x usuário da plataforma e mostrou que o bico mais procurado pela população foi o de eletricista, com cerca de 7% consultas. Logo atrás, aparece a posição de pedreiro, com 4%. Na última colocação, aparece o serviço de técnico de informática, com 1% das pesquisas.

“As buscas realmente reforçam a necessidade da sociedade atualmente, em que precisamos rapidamente de serviços essenciais, como um eletricista e um pedreiro”, explica Ronaldo Barros, um dos fundadores da plataforma.

Ao contrário do GetNinjas, em que é preciso pagar uma mensalidade, o iPrestador oferece o mesmo tipo de serviço gratuitamente, tanto para profissionais quanto para clientes. Além disso, a nova plataforma possui outros diferenciais, como 20 categorias diferentes e 1 mil profissões diferentes.

Perspectivas

Para 2018, o serviço pretende chegar a 500 mil pessoas cadastradas, sendo que 50 mil delas serão profissionais. Atualmente, o serviço possui 7 mil usuários ativos, dos quais cinco mil são prestadores de serviço.

iPrestador

Plataforma gratuita desenvolvida para quem deseja obter renda extra ou encontrar profissionais com praticidade e segurança. O serviço dispõe de mais de 20 categorias e 1 mil profissões diferentes. Para usar o aplicativo, não é necessário pagar anuidade e o usuário dispõe das redes sociais dos usuários cadastrados.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia