ANEEL define taxa WACC que será utilizada nos leilões de transmissão

Atualização da metodologia vigente modificou em especial o Weighted Average Cost of Capital

Carga do SIN

A ANEEL aprovou nesta terça-feira (24), metodologia de cálculo da receita teto dos leilões de transmissão. Na sua decisão, a Agência reconheceu o maior risco de negócio durante o período de construção dos empreendimentos e incentivou a atratividade, a competição e a modicidade tarifária. A atualização da metodologia vigente modificou em especial o Weighted Average Cost of Capital (Custo Médio Ponderado de Capital) – WACC e alterou seu valor de 5,5% para um WACC real tipicamente entre 7,6% e 7,8%.
De acordo com a Agência, a determinação do custo de capital e dos demais parâmetros do modelo é fundamental no processo de decisão para realização de novos investimentos dos futuros concessionários de transmissão. A expectativa é que com a atualização do modelo, lotes que não tiveram interessados nos últimos leilões sejam relicitados com receita teto até 36% superior, o que pode atrair um maior número de agentes para os próximos certames.

O assunto ficou em audiência pública no período de 9/2/15 a 2/3/15 e recebeu 30 contribuições de associações, agentes e interessados.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia