ANEEL divulga boletim de expansão da oferta de energia

Para as UHEs, 17.666 MW de potência instalada estão com obras em andamento, o que representa 94,5% do total dessa fonte, e apenas 1.025 MW estão com obras não iniciadas ou paralisadas

Eólicas e a interrupção

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) publicou nesta quarta-feira o 3º boletim de acompanhamento da expansão da oferta de energia.

No cenário  atual, 663 empreendimentos de geração outorgados, totalizando 39. 314 MW, são responsáveis pela expansão da oferta de  energia elétrica no país nos próximos anos (2015 a 2020) e estão sendo monitorados pela ANEEL.

Quanto à comercialização da  energia a ser produzida por estas usinas, dos 39.314 MW de    potência associada, 77% foram comercializados no Ambiente de Contratação Regulada–ACR e 23% ainda não foram negociados ou foram no  Ambiente de Contratação Livre – ACL.

Situação dos empreendimentos

Os 663 empreendimentos monitorados estão distribuídos em diferentes fases de implantação. O somatório das potências das usinas, divididas por tipo, separadas em “obras em andamento” ou “obras não iniciadas ou paralisadas”.

Para as UHEs, 17.666 MW de potência instalada  estão com obras em andamento, o que representa 94,5% do total dessa fonte, e apenas 1.025 MW estão com obras não iniciadas ou paralisadas .

Para  as  PCHs, o cenário se inverte,  dos 2.361MW outorgados para essa fonte, apenas 428MW (cerca de 18%) estão com obras em  andamento,  enquanto o restante (1.933MW)não iniciaram as  obras ou estão com suas obras paralisadas.

A situação das UTEs fósseis evidencia que 2.490 MW encontram-es  efetivamente em obras e  3.559 MW estão com obras não iniciadas ou paralisadas.

Para  as  UTEs a biomassa, 1.508 MW estão  com obras em andamento e 1.065 MW estão  com obras não iniciadas ou paralisadas.

Para  as EOLs,  3.398 MW de um total de 9.639 MW estão com as obras em andamento e os 6.240MW restantes estão com obras não iniciadas ou paralisadas.

De forma particular, o montante significativo  de eólicas que não estão com obras em andamento não é necessariamente preocupante, pois grande parte das usinas tem   outorga recente e deverão iniciar obras em  breve. Importante  destacar que desses 6.240 MW,  4.755MW (cerca de 76%) estão com  cronograma normal em relação à outorga, e 1.485MW (cerca de 24%) estão com cronograma atrasadas.ANEEL divulga boletim de expansão da oferta de energia.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia