Barril do Brent fecha em alta de 1,21%

Petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, fechou o pregão no International Exchange Futures (ICE) com US$ 0,80 acima da cotação de ontem

Investimentos na exploração

O barril de petróleo Brent para entrega em junho fechou nesta quinta-feira em alta de 1,21% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 66,59.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, fechou o pregão no International Exchange Futures (ICE) com US$ 0,80 acima da cotação de ontem.

A alta no valor do barril foi influenciada pela preocupação dos mercados com o andamento do conflito no Iêmen, uma zona estratégica de saída da produção de petróleo do Golfo Pérsico.

Uma coalizão de países árabes liderada pela Arábia Saudita bombardeou diversos enclaves no Iêmen para tentar conter o movimento rebelde dos houthis, crise que provocou uma alarmante escassez de combustível e de produtos básicos no país, segundo o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV).

O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quinta-feira em alta de 1,79%, aos US$ 59,63, seu nível mais alto em 2015, terminando o mês com um avanço de 3,52%.

Ao fim da sessão da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em junho subiram US$ 1,05 em relação ao fechamento de ontem.

A recuperação de hoje se soma à das últimas semanas e, segundo os analistas, indicam uma lenta recuperação dos preços com relação à forte queda que vinham registrando os valores do petróleo desde o segundo semestre do ano passado.

Com o preço de hoje, o barril de petróleo do Texas aumentou 11,9% em relação o valor do fechamento de 2014.

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em maio subiram US$ 0,03 e fecharam em US$ 2,05 o galão. Os de gasóleo de calefação para entrega no mesmo mês também ganharam US$ 0,03, para US$ 1,98.

Os contratos de gás natural para entrega em junho fecharam com alta de US$ 0,15, aos US$ 2,75 para cada mil pés cúbicos.

Com Ag.EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia