Barril do Texas fecha em alta de 6,11%, com o segundo valor mais alto do ano

Contratos futuros do WTI para entrega em maio tiveram alta US$ 3 em relação ao fechamento de quinta-feira.

Pacific e acordo

O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou em alta de 6,11% nesta segunda-feira, aos US$ 52,14, a segunda maior alta de 2015.

Ao fim da sessão da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em maio tiveram alta US$ 3 em relação ao fechamento de quinta-feira.

A alta de hoje do WTI, o petróleo de referência nos Estados Unidos, foi a segunda maior deste ano, só superado pela alta de 8,33% de 30 de janeiro; e a segunda maior cotação, atrás somente do dia 17 de fevereiro, quando fechou em US$ 53,53.

Os analistas atribuíram a alta de hoje ao aumento dos preços do petróleo na Ásia, aos sinais de fraqueza do dólar nos mercados internacionais e à queda nas reservas no terminal de Cushing, em Oklahoma.

O acordo político anunciado na quinta-feira sobre o programa nuclear iraniano não afetou os preços do WTI hoje, muito em razão de ainda faltarem regulamentação sobre muitos detalhes, e não há expectativa em curto prazo de que o petróleo iraniano possa afetar a oferta mundial de petróleo.

Os contratos de gasolina para entrega em maio subiram US$ 0,08 e fecharam em US$ 1,84 o galão. Os de gasóleo de calefação para entrega no mesmo mês também fecharam com alta de US$ 0,08, a US$ 1,76.

Já os contratos de gás natural para entrega em maio perderam US$ 0,06 e encerraram o dia cotados a US$ 2,65 para cada mil pés cúbicos.

Com Ag. EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia