Bovespa fecha em alta com elétricas e Eletrobras no azul

Volume financeiro ficou em R$5,3 bilhões

Recorde em negócios

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em alta nesta segunda-feira. Ao final, o Ibovespa ficou em 0,51% aos 53.031 pontos e o IEE também em alta de 1,94% aos30,787 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 5,3 bilhões.

“O que se viu hoje foi o mercado em compasso de espera, já que a semana é mais curta com o feriado. Por outro lado, a possibilidade da Petrobras emitir bônus de 100 anos, acabou por dar fôlego ao índice. Como estamos no primeiro dia do mês, os investidores estão fazendo contas e montando estratégias para o mês seguinte. Tivemos um volume baixo, que mostra a aversão ao risco, ninguém quer arriscar nada”, disse o diretor da Máxima Corretora, José Costa Gonçalves.

Para as elétricas, Costa considera que as informações meteorológicas animaram o mercado. ” O setor elétrico, que atravessa uma de piores crises, bem que ficou mais animado com as previsões de chuva para o próximo período. Esse cenário de ‘possibilidades’, acabou por elevar as elétricas nesta sessão, embaladas pela Eletrobras”, concluiu.

De acordo com informações dos mercados, a  Petrobras estuda emitir bônus (títulos emitidos por empresas) com vencimento de longo prazo.

A estatal pode ofertar até US$ 1,5 e remuneração anual dos investidores fixada em até 8,5%.

O prospecto da oferta foi disponibilizado na Securities and Exchange Commission (SEC, agência reguladora do mercado de capitais dos Estados Unidos). O Deutsche Bank e o JP Morgan são os coordenadores da transação.

Esse seria o primeiro passo da estatal brasileira de petróleo no mercado internacional depois da Operação Lava Jato.

Entre as altas no IEE estavam as ações da Cemig PN (3,10% a R$14,62); Cesp PNB (1,06% a R$20,00), CPFL Energia ON (1,34% a R$19,60), Eletrobras PNB (4,08% a R$9,70); e Energias BR ON (3,81% a R$10,91).

Na contramão no IEE estavam as ações da Alupar UNT (-2,18% a R$17,04); e Taesa UNT (0,19% a R$20,55).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia