Bovespa fecha em queda 0,55% e IEE acompanha em 1,28%

Volatilidade marca sessão e volume de negócios fica em R$7 bilhões

Economia dos EUA questionada

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em queda nesta quinta-feira, com os investidores analisando os rumos da política do Brasil.

Ao final, o Ibovespa ficou em 0,55% aos 50.011 pontos e o IEE ficou em queda de 1,28% aos 28.677 pontos. O volume negociado nesta sessão marcada pela volatilidade foi de R$7 bilhões, ou seja, na média diária.

“O mercado segue digerindo a crise política instalada no País, com a economia frágil. As atenções estavam voltadas para a ata do Copom com pistas sobre a Selic, que acabou elevando a percepção de mais altas para a Selic. Por outro lado, cresce a expectativa para a elevação nas taxas de juros nos Estados Unidos, o que acabou pesando em alguns ativos. Na outra ponta, o dólar marcou a máxima. Hoje, os papéis de peso, Vale e Petrobras, não conseguiram segurar o índice”, explicou o analista da Leme Investimentos, João Pedro Brugger.

As elétricas, em mais um dia, não conseguiram força para reverter as perdas com os preços do petróleo, que seguem em baixa nos mercados globais.

Entre as altas no IEE estavam as ações da Eletrobras PNB N1 (0,84% a R$8,44); Eletropaulo PN (0,07% a R$14,91); e Alupar UNT (0,18% a R$16,30).

Na contramão no IEE estavam as ações da Cemig PN N1 (-4,07% a R$8,95); CPFL Energia ON (-1,51% a R$18,31); Light ON (-4,20% a R$13,45); e Equatorial ON (-2,69% a R$34,37).

Carteira teórica

Na carteira teórica do Índice Bovespa que passa a vigorar a partir de 05 de maio de 2015 a 4 de setembro de 2015 estão: Itauunibanco PN (11,144%), Bradesco PN (8,440%), Ambev S/A ON (7,378%), Petrobras PN (5,687%) e Petrobras ON (4,166).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia