Bovespa fecha em queda e IEE recua 2,46% nesta sessão

Volume financeiro ficou em R$9,9 bilhões

Bolsa paulista

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou maio em queda. No mês, o Ibovespa perdeu 6,16% e na semana, 2,98%. Na sessão desta sexta-feira, o índice de peso da bolsa brasileira recuou 2,25% aos 52.760 pontos. O IEE perdeu 2,46% aos 30.202 pontos.

O volume financeiro desta sexta-feira ficou acima da média, R$9,9 bilhões.

“A bolsa vem reagindo aos rumores ruins do cenário político e econômico, mesmo com as medidas do ajuste aprovadas. Relatórios negativos para os setores de siderurgia e metalurgia, além dos PIBs [Estados Unidos e Brasil], acabaram por manter o investidor na aversão ao risco. Os papéis dos bancos, bem como de todas as elétricas também reverteram os ganhos”, considerou o operador da corretora Renascença, Luiz Roberto Monteiro.

Para esta sexta-feira, segundo Monteiro, foi a Qualicorp, com a detenção de um de seus funcionários. “O mercado olhou com muita preocupação para mais uma etapa da “Operação Acrônimo” envolvendo a Qualicorp”, finalizou.

Nesta sexta-feira, a Polícia Federal deflagrou a “Operação Acrônimo”, que tem como alvos os empresários que doaram para partidos políticos na campanha de 2014.
Foram detidos o ex-funcionário do Ministério das Cidades, Marcier Trombiere Moreira, que está na lista das buscas e apreensões. Nesta lista está ainda o dono da Qualicorp. José Seripieri Filho, segundo jornal O Globo.

Entre as altas no IEE estavam as ações da Taesa UNT (2,08% a R$20,63).

Na contramão no IEE estavam com as mais baixas perdas as ações da Cesp PNB (-2,47% a R$19,75); Cemig PN (-3,13% a R$14,22); Coelce PNA (-2,99% a R$41,50); Copel PNB (-3,02% a R$32,78); e Energias BR ON (-3,98% a R$ 10,61).

As ações da Eletrobras PNB no IEE estavam em queda de 5,38% a R$9,32.

No Ibovespa as ações da Eletrobras ON perderam 3,29% aos R$6,46.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia