Bovespa fica em alta e IEEX acompanha em 0,58%

Volume financeiro ficou em R$75, bilhões

Arquivo:SE

A Bovespa manteve a alta nesta segunda-feira, com as atenções para a decisão do Federal Reserve, que é o banco central dos Estados Unidos, sobre a elevação das taxas de juros.

Por outro lado, no cenário doméstico, as atenções dos investidores se voltam para o anúncio que o Conselho de Administração da Petrobras irá apresentar amanhã sobre os planos Estratégico e de Negócios para a Gestão 2017-2021.

Ao final, em dia de vencimento de opções sobre ações, o Ibovespa ficou em alta de 0,47% aos 57.350 pontos. O volume financeiro ficou em R$7,5 bilhões. O IEEX ficou em alta de 0,47%.

“A Bovespa, em dia de vencimento de opções, pegou carona nos demais globais. O potencial aumento das taxas de juros nos Estados Unidos pelo Fed seguiu dando rumo nos mercados nas últimas semanas. A Petrobras acabou devolvendo e com a expectativa para os planos que serão anunciados amanhã”, considerou o analista da UP Side Investor, Pedro Galdi.

Entre as altas no Ibovespa estavam as ações da Siderúrgica Nacional ON, alta de 5,99%; Energias BR ON, alta de 2,17%; WEG ON, alta de 1,38%; Copel PNB, alta de 1,77%; e Telefonica Brasil PN, alta de 1,73%.

Na contramão estavam as ações da Suzano Papel PNA, queda de 2,19%; Embraer ON, queda de 2,79%; Usiminas PNA, queda de 1,46%; TIM Participações ON, quede de 1,51%; e Petrobras PN, queda de 0,84%.

A Petrobras ON recuou 0,07%. A Vale ON ficou em alta de 1,52% e a PN, valorização de 2,15%.

Carteira teórica

Na carteira teórica, que vigora entre 05 de setembro de 2016 a 29 de dezembro de 2016, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do Ibovespa estão Itauunibanco PN (10,594%), Ambev S/A ON (8,588%), Bradesco PN (7,955%), Petrobras PN (5,523%) e Petrobras ON (4,268%).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia