Bovespa ganha fôlego em 1,30% e IEE na contramão com 0,70%

Volume negociado ficou em R$6,7 bilhões

Bolsa recua novamente

A Bolsa de Valores de São Paulo ganhou fôlego nesta quarta-feira, com os investidores olhando para a temporada de balanços, principalmente para as gigantes, com Vale, Petrobras e também para os bancos.

Ao final, o Ibovespa ficou com alta de 1,30% aos 50.245 pontos e o IEE recuou 0,70% aos 28.568 pontos. O giro financeiro em R$6,7 bilhões.

“O que se viu hoje foi uma retomada de negócios, com destaque para a Petrobras beneficiada pela alta nos preços do petróleo, apesar de um volume financeiro ainda baixo. A Vale ficou de lado, já que amanhã divulga balanço”, pontuou o gerente de Bovespa da corretora HCommcor, Ari Santos.

A decisão do Federal Reserve em não mexer, pelo menos por enquanto, na política monetária dos Estados Unidos também contribuiu para a alta do Ibovespa.

A Petrobras ON, alta de 7,74% aos R$11,83, e Petrobras PN, 7,52% aos R$10,72. Com a retomada nos preços do petróleo, em parte, as elétricas foram beneficiadas.

Entre as altas no IEE estavam as ações da Alupar UNT N2 (2,94% a R$16,10); Coelce PNA (0,52% a R$39,00), Energias do Brasil ON (0,32% a R$12,70), Equatorial ON (1,67% a R$36,00); e Tractebel ON (1,82% a R$35,16).

Na contramão no IEE estavam as ações da Cemig PN N1 (-3,23% a R$8,98); CPFL Energia ON (-2,45% a R$18,35); Eletrobras PNB N1(-2,04% a R$8,17); e Light ON (-4,29% a R$13,40).

Carteira teórica

Na carteira teórica do Índice Bovespa que passa a vigorar a partir de 05 de maio de 2015 a 4 de setembro de 2015 estão: Itauunibanco PN (11,144%), Bradesco PN (8,440%), Ambev S/A ON (7,378%), Petrobras PN (5,687%) e Petrobras ON (4,166).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia