Bovespa manteve queda e IEE fica no azul com 0,57%

Volume de negócios ficou abaixo da média em mais uma sessão, R$5,8 bilhões

Sem direção

A Bovespa  fechou em queda nesta quarta-feira, com os investidores olhando com cautela para o cenário externo e com Petrobras recuada. O Ibovespa recuou 0,61% aos 52.757 pontos e o IEE ficou em alta de 0,57% aos 30.426 pontos. O giro financeiro permaneceu abaixo da média, R$5,8 bilhões.

“O movimento de hoje, com forte oscilação, mostra que o mercado não ficou exposto ao problema grego. A aversão ao risco foi mantida e os papéis de peso, como Petrobras e Vale, mais em função de indicadores lá fora e preços e estoques do petróleo”, disse o analista da Leme Investimentos, João Pedro Brugger.

O ministro de Finanças da Grécia, Yanis Varoufakis, afirmou nesta quarta-feira que o governo grego está disposto a aceitar “medidas duras” para chegar a um acordo com os sócios do Eurogrupo que inclua a reestruturação da dívida.

“Estamos dispostos a aceitar inclusive medidas duras com a condição de que haja uma reestruturação da dívida e um programa de investimentos”, disse Varoufakis durante uma entrevista na televisão pública grega.

O ministro explicou que o objetivo do governo é “chegar a um acordo a partir da segunda-feira”, quando expressou sua confiança que serão retomadas as negociações após o resultado do referendo convocado para o próximo domingo.

Os gregos deverão decidir se aceitam ou não a proposta das instituições credoras (Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional), em troca do desembolso do resgate.

Já os nos Estados Unidos, as entradas de petróleo bruto nas refinarias ficaram em 16,5 milhões de barris por dia na semana que terminou em 26 de junho, ou seja, 1.000 barris/dia a menos do que a média da semana anterior. A produção de gasolina ficou em 10,0 milhões de barris/dia. A produção de combustível destilado foi de mais de 5,0 milhões de barris/dia.

O total em estoque foi de 1,8 milhões de barris na semana passada, abaixo da semana anterior.

O volume de petróleo bruto comercial em estoque (excluindo as dos Strategic Petroleum Reserve) era de 2,4 milhões de barris da semana anterior, maior alta desde abril. Os estoques de 465,4 milhões de barris de petróleo bruto permaneceram perto níveis não vistos para esta época do ano, pelo menos nos últimos 80 anos.

Entre as altas no IEE estavam as ações da Alupar UNT N2 (3,25% a R$17,17); Eletropaulo PN (2,87% a R$18,30), Equatorial ON (2,42% a R$36,08); Energias BR ON (0,27% a R$11,18);Light ON (0,71% a R$17,05); e Taesa UNT N2 (2,24% a R$21,04).

Na contramão no IEE estavam as ações da Cemig PN N1 (2,87% a R$11,52); CPFL Energia ON (-3,27% a R$18,62); Eletrobras PNB (-1,18% a R$8,37); e AES Tietê PN (-0,17% a R$17,47).

Carteira teórica

Na carteira teórica do Índice Bovespa que passa a vigorar a partir de 05 de maio de 2015 a 4 de setembro de 2015 estão: Itauunibanco PN (11,144%), Bradesco PN (8,440%), Ambev S/A ON (7,378%), Petrobras PN (5,687%) e Petrobras ON (4,166%).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia