Bovespa opera em queda e IEEX acompanha

Volume financeiro seguia para os R$3 bilhões

Flickr Creative Commons

A Bovespa segue trajetória de queda nesta quarta-feira, a terceira consecutiva, com os papéis de peso recuando com preços da commodities. A Vale segue em queda, com o minério de ferro voltando para os US$80,00. A Petrobras também pega carona com a decisão da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Há pouco, o Ibovespa estava em queda de 1,010,79% aos 65.081 pontos. O IEEX estava em queda de 0,91%. O giro financeiro era de R$ 3 bilhões.

As ações com ganhos
Fibria ON, alta de 3,42%; MRV ON, alta de 2,53%; Suzano Papel PNA, alta de 1,89%; Cosan ON, alta de 1,39%; e Embraer ON, alta de 1,91%.

As ações com perdas
Gerdau Metalúrgica PN, queda de 6,62%; Gerdau PN, queda de 5,45%; Eletrobras ON, queda de 2,80%; Lojas Americanas PN, queda de 2,60%; e Cyrela Realt ON, queda de 2,62%.

A Petrobras ON estava em queda de 2,27% e a PN, queda de 1,91%.
A Vale ON estava em queda de 1,65% e a PN, queda de 1,66%.

Empresas

MRV (MRVE3) divulga números sólidos no 4T16. Destaque para a manutenção do bom nível de geração de caixa da companhia e para a gradual recuperação das margens, mesmo com queda nas principais linhas do resultado, fruto do momento mais sensível para o setor imobiliário, ainda que a atuação forte da MRV no Minha Casa Minha Vida atenue bem esse efeito negativo. A queda na receita líquida, tanto na comparação 4T16 x 4T15 quanto 2016 x 2015, ficou na casa dos 11%.

CVM quer republicação de balanços da Petrobras (PETR4). A petroleira informou que a área técnica da CVM determinou a republicação das demonstrações financeiras anuais completas referentes a 2013, 2014 e 2015, contemplando os estornos dos efeitos contábeis reconhecidos em razão da aplicação de contabilidade de hedge. A estatal também afirmou que cabe recurso e que tomará as medidas necessárias, pois entende que os resultados estão de acordo com as regras contábeis adotadas no país.

A Arezzo (ARZZ3) apresentou bom desempenho no 4T16. Mesmo com uma conjuntura macroeconômica desafiadora, a companhia apresentou bons números em seu resultado, com crescimento de 19,4% na receita líquida, em comparação com o 4T15, mostrando melhora em todas as suas marcas. A estratégia multimarca e multicanal se provou resiliente, outro destaque foi o canal web commerce (+28,8%), além das marcas Arezzo (+16,0%) e Anacapri (+56,2%) que também apresentaram aumento na receita. No mercado interno houve crescimento de 17,5% do faturamento com a abertura líquida de 21 lojas. A marca Arezzo, que representa 57,3% do faturamento total no mercado interno, vem consolidando sua liderança, obtendo um sólido crescimento.

Acionistas da Senior Solution (SNSL3) aprovam importante aquisição. Ontem, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE), com acionistas presentes representado 63,4% do capital com direito a voto da companhia, houve a aprovação por unanimidade da aquisição da ATTPS. Essa empresa é uma das principais provedoras brasileiras de softwares para o setor financeiro, com atuação nos segmentos de bancos, entidades de previdência e operadoras de saúde. O preço inicial é de R$ 50,0 milhões, composto por uma parcela à vista de R$ 35,0 milhões e um montante a prazo totalizando R$ 15,0 milhões, sendo uma prestação de R$ 4,2 milhões que vencerá em 28/11/2017 e 16 prestações trimestrais de R$ 675 mil a partir de 01/02/2018. Além desse valor, o preço de aquisição final poderá ser acrescido de um adicional de até R$ 14,0 milhões pagos em dezesseis prestações trimestrais de R$ 875 mil a partir de 31/03/2018, vinculada ao alcance de receita líquida entre R$ 50,0 milhões e R$ 60,0 milhões em 2017, bem como de uma parcela complementar equivalente a 20% da receita líquida que exceder R$ 60,0 milhões em 2017. No período de 12 meses findo em 31/10/2016, a receita líquida da ATTPS foi de R$ 49,8 milhões.

Carteira Teórica

A carteira teórica do Índice Bovespa que passou a vigorar entre e 02 de janeiro de 2017 a 28 de abril de 2017, com base no fechamento do pregão de 29 de dezembro de 2016, totaliza 59 ativos de 56 empresas e com a entrada da Eletrobras ON (ELET3). Os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Itauunibanco PN (10,681%), Bradesco PN (7,740%), Ambev S/A ON (7,183%), Petrobras PN (6,008%) e Petrobras ON (4,592%).

Commodities

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em forte queda de 2,91% aos US$87,19 a tonelada seca e com 62% de pureza. O preço do aço ficou estável a US$312,50 a tonelada.

O preço do petróleo WTI, com contratos para entrega em abril, negociado na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York, estava em queda de 1,45% aos US$52,36 o barril.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia