Bovespa recua com Petrobras e preços do petróleo

IEE fica estável em dia de volume financeiro baixo, R$ 5 bilhões

Índices em queda

A Bolsa de Valores de São Paulo fechou em queda nesta quarta-feira, com os investidores atentos a crise econômica.

Ao final, o Ibovespa perdeu 0,63% aos 52.902 pontos e o IEE ficou estável a 30.861 pontos. O volume financeiro foi de R$ 5 bilhões.

“O que manteve a aversão ao risco nesta sessão, com toda certeza, foi a chegada dos integrantes da missão da Moody’s. A Vale e a Petrobras foram novamente penalizadas pela queda dos preços do minério na China e também com os do petróleo. Já a Grécia segue com seu drama”, pontuou o gerente de Bovespa da corretora H Commcor, Ari Santos.

A equipe da agência de classificação de riscos, Moody’s, se reúne nesta quarta-feira (16), com diretores do Banco Central do Brasil (BCB).

Diante dessa reunião, o IBC-BR, indicador utilizado pelo BCB para medir o PIB e para o movimento da taxa referencial de juros do País, a Selic, que deveria ser divulgado hoje foi transferido para a próxima sexta-feira (17), conforme comunicado.

Entre as altas no IEE estavam as ações da Alupar N2 (0,18% a R$16,67); CPFL Energia ON (2,99% a R$19,97), Energias do Brasil ON (0,75% a R$12,15), Equatorial ON (0,89% a R$37,23); e AES Tietê PN (0,54% a R$18,64).

Na contramão no IEE estavam as ações da Cesp N1 (-0,99% a R$20,00); Copel N1 (-0,17% a R$36,07); Eletropaulo PN (-0,56% a R$17,60); e Cemig N1 (-0,27% a R$11,15).

Carteira teórica

Na carteira teórica do Índice Bovespa que passa a vigorar a partir de 05 de maio de 2015 a 4 de setembro de 2015 estão: Itauunibanco PN (11,144%), Bradesco PN (8,440%), Ambev S/A ON (7,378%), Petrobras PN (5,687%) e Petrobras ON (4,166).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia