Bovespa recua com PIB amargando queda de 3,6%

O IEEX estava em alta de 0,50%

Arquivo:UI

A Bovespa opera em forte volatilidade nesta terça-feira, o segundo dia consecutivo. Os investidores estão avaliando o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil apresentado pelo IBGE. A queda acentuada despertou a cautela sobre a evolução de nossa economia. Na outra ponta, os preços das principais commodities estão reagindo.

Há pouco, o Ibovespa estava em queda de 0,43% aos 66.053 pontos. O IEEX estava em alta de 0,50%. O volume financeiro seguia para os R$3 bilhões.

Depois da apresentação do PIB, o governo declarou que já era esperado em consequência da grave crise que o País ainda atravessa. Além disso, ministros de Michel Temer estão em roadshow por vários países apresentando as oportunidades de negócios. Outros, como o ministro do Planejamento, Henrique Meirelles e o do Banco Central do Brasil (BCB), Ilan Godfjan, se preparam para o G20.

Hoje, por exemplo, o  diretor-geral da ANP, Décio Oddone,  apresentou em Houston, EUA, na CERAWeek, encontro internacional anual de líderes da indústria de energia, um panorama dos conceitos a serem adotados nos próximos leilões de áreas para exploração e produção de petróleo e gás natural no Brasil.

De acordo com o diretor, “com os quatro leilões de 2017 e a aprovação de um calendário para as próximas licitações, o Brasil voltará a ser um dos principais polos de exploração no mundo”.

Para este ano, estão previstas quatro rodadas de licitações: uma para áreas com acumulações marginais, a 14ª. Rodada de blocos exploratórios, no modelo de concessão, além de duas rodadas de áreas localizadas no pré-sal. A rodada de áreas com acumulações marginais será em maio. A Segunda Rodada do Pré-Sal, que vai oferecer áreas para unitização, está prevista para meados do ano, enquanto a 14ª. e a Terceira do Pré-Sal serão no segundo semestre.

O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, está  em Toronto, no Canadá, onde participa da convenção Prospectors & Developers Association of Canada (PDAC). O evento reúne empresas e líderes políticos do setor de mineração de 125 países, entre os dias 05 e 08 de março. A proposta também é atrair negócios para o Brasil e o fortalecimento de pesquisas.

As ações com ganhos
Gerdau Metalúrgica PN, alta de 3,35%; Cemig PN, alta de 2,79%; Gerdau PN, alta de 1,53%; Cyrela Realt ON, alta de 1,21%; e Usiminas PNA, alta de 0,78%.

As ações com perdas
Braskem PNA, queda de 3,69%; CCR ON, queda de 2,72%; Cosan ON, queda de 3,05%; JBS ON, queda de 1,89%; e Cielo ON, queda de 2,78%.

A Petrobras ON estava em alta de 0,06% e a PN, alta de 0,53%.

A Vale ON estava em queda de 0,35% e a PN, alta de 0,17%.

Empresas

Números mais pressionados da CCR (CCRO3). Mais uma vez, o tráfego das rodovias da CCR foi pressionado pelo desaquecimento da economia doméstica, caindo 7,0% na comparação com o mesmo período do ano anterior. Esse efeito negativo foi apenas parcialmente compensado por um aumento médio de 5,7% nas tarifas, resultando em uma ligeira queda na receita com pedágios. Ainda assim, a companhia conseguiu apresentar algum ganho de margem na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior. O que no atual cenário macro, é um ponto extremamente positivo. Do lado negativo, além da queda no tráfego nas rodovias, os números dos ativos aeroportuários da CCR também sofreram nesse trimestre (Confins teve queda de 9,2% na receita trimestral na comparação com 4T15). Dos outros ativos não rodoviários, boas notícias, os ativos no Rio, VLT e ViaRio, e o Metrô Bahia, estão em fase de ramp up, e a ViaQuatro, a linha amarela do metrô de SP apresentou números bem sólidos. Por fim, o bottom line da companhia mostrou retração considerável na comparação com o 4T15.

OdontoPrev (ODPV3) propõe pagamento de R$ 35,5 milhões em dividendos. A operadora de planos odontológicos divulgou a proposta para a Assembleia Geral Ordinária (AGO) dos acionistas que será realizada em 28/mar/17. Pela proposta da administração, que precisa ser aprovada em AGO, a companhia pagará até 04/mai/17 cerca de R$ 35,5 milhões, aproximadamente R$ 0,07 por ação, na forma de dividendos aos seus acionistas, o que diante da cotação de 06/mar/17 corresponde a um dividend yield de 0,6%.

M. Dias Branco (MDIA3) volta a reportar sólido desempenho. As vendas da companhia e a consequente integração das força de vendas de suas diversas marcas regionais e investimentos em marketing voltaram a trazer bons resultados para a empresa no final do ano. Tal empenho juntamente com a continuidade da retomada da demanda interna levou a um crescimento nas vendas, que avançaram 9,5% na comparação anual, que com os reajustes de preços aplicados propiciaram uma receita líquida 16,8% superior. Do lado dos custos, o processo de verticalização, ou produção própria de insumos permaneceram estáveis, superiores a 90%. O preço do trigo, principal insumo da empresa, apresentou queda de 21,4%, contribuindo para os expressivos ganhos de margens operacionais. No período houve ganhos de 7,9 p.p. e 6,1 p.p. de margem bruta e EBITDA, respectivamente, frente ao mesmo período de 2015. Com isso, o resultado líquido saltou 80,6% indo para R$ 240,8 milhões.

Embraer (EMBR3) espera lançar aeronave da segunda geração antes do previsto. Segundo veiculado hoje pela Reuters, o chefe de aviação comercial da companhia, John Slattery afirmou que o primeiro voo do protótipo do E195-E2 deve ocorrer até junho deste ano, a expectativa anterior era que ocorresse somente no final do segundo semestre deste ano. O lançamento comercial, porém, ainda deve ocorrer somente no próximo ano.

Carteira Teórica

A carteira teórica do Índice Bovespa que passou a vigorar entre e 02 de janeiro de 2017 a 28 de abril de 2017, com base no fechamento do pregão de 29 de dezembro de 2016, totaliza 59 ativos de 56 empresas e com a entrada da Eletrobras ON (ELET3). Os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Itauunibanco PN (10,681%), Bradesco PN (7,740%), Ambev S/A ON (7,183%), Petrobras PN (6,008%) e Petrobras ON (4,592%).

Commodities

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 0,08% aos US$89,80 a tonelada seca e com 62% de pureza. O preço da tonelada do aço ficou estável aos US$312,50.

O preço do barril de petróleo, com contratos para abril e negociados na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York, estava em alta de 0,17% aos US$53,29.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia