Bovespa recua e IEE acompanha em 0,60% com cenário interno e petróleo

O giro financeiro foi de R$5,4 bilhões

Índice volátil

A Bolsa de Valores de São Paulo reverteu a alta do começo da sessão e acabou ficando no vermelho, com os investidores analisando os resultados corporativos e hoje, em especial, do Itaú-Unibanco. Os preços do petróleo pesaram nas elétricas.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,16% aos 50.058 pontos e o IEE ficou em -0,60% aos 29.557 pontos.O giro financeiro foi de R$5,4 bilhões.

“O fator negativo para hoje foi o lucro do Itaú, que acabou tirando um pouco o apetite para a compra e, indiretamente, pesou no Bradesco também. O aumento da inadimplência , com juros altos e vendas de crédito, deram ao banco um resultado morno. A Vale e outras empresas que estão com negócios em dólar acabaram se beneficiando. O lado político, que acabou interferindo bastante no comportamento da Bolsa no mês de julho, está calmo até amanhã. A partir daí, só resta esperar para novos rumos do mercado”, considerou o diretor da Máxima Corretora, José Costa Gonçalves.

Os preços do petróleo, apesar da alta, permaneceram abaixo dos US$60,00 o barril e impactaram nas empresas de energia, tanto no mercado doméstico como na Europa, Ásia e Estados Unidos.

O barril de petróleo Brent para entrega em setembro fechou em alta de 1,05% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 49,99.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou a sessão no International Exchange Futures (ICE) US$ 0,52 acima do valor da jornada de negociações de segunda.

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou em alta de 1,26%, cotado a US$ 45,74, recuperando-se em parte das fortes quedas registradas no fechamento anterior.

Entre as altas no IEE estavam as ações da Cemig PN (1,16% a R$9,59); Coelce PNA (0,03% a R$40,00), Taesa UNT N2 (1,60% a R$20,92), Tractebel ON (0,08% a R$36,00); e Energias BR ON (0,99% a R$13,25).

Na contramão no IEE estavam as ações da Alupar UNT (-2,67% a R$16,06); Cesp PNB N1 (-2,04% a R$18,72); Eletrobras PNB (-3,39% a R$8,55); e Eletropaulo PN (-0,78% a R$15,26).

Carteira teórica

Na carteira teórica do Índice Bovespa que passa a vigorar a partir de 05 de maio de 2015 a 4 de setembro de 2015 estão: Itauunibanco PN (11,144%), Bradesco PN (8,440%), Ambev S/A ON (7,378%), Petrobras PN (5,687%) e Petrobras ON (4,166).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia