Casa Branca abre porta para prorrogação de prazo para acordo nuclear com Irã

Existe uma "visão unânime" de que o acordo prévio que permitiu em novembro de 2013 começar as negociações com o Irã foi "útil"

Irã e EUA

A Casa Branca abriu nesta segunda-feira a porta para uma nova extensão do prazo de negociações para um acordo sobre o programa nuclear iraniano, que vence hoje à meia-noite (19h em Brasília), mediante a ampliação de um acordo prévio que, desde 2013, permitiu congelar parte do programa atômico do Irã.

“Se as conversas não terminarem hoje, então o acordo provisório se estenderá de novo”, destacou o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, em sua entrevista coletiva diária.

As negociações, no entanto, continuam em Viena de olho na meia-noite, quando vence a quarta prorrogação de prazo estabelecido entre o G5+1 e o Irã para finalizar os termos do acordo nuclear iraniano.

“As conversas continuam em Viena. O que posso dizer é que fizemos um verdadeiro progresso nessas conversas. Há alguns temas chave nas negociações foram fechados e isso é um bom sinal”, destacou Earnest.

“Dito isto, continua a existir alguns pontos de atrito que ainda não foram resolvidos”, acrescentou. Por isso se a negociação não for fechada hoje, os Estados Unidos se posicionarão a favor de ampliar o acordo interino, em vigor até que alcancem um acordo definitivo, disse Earnest.

Existe, segundo a Casa Branca, uma “visão unânime” de que o acordo prévio que permitiu em novembro de 2013 começar as negociações com o Irã foi “útil” ao congelar parte de seu programa atômico, apesar de a República Islâmica ter sempre defendido se tratar somente para fins civis.

Neste sentido, Earnest incidiu em que existe um “compromisso comum” entre as partes para manter este acordo prévio, que já suavizava algumas das sanções ao Irã, até ele e o Grupo 5+1 consigam concluir este longo processo negociador.

O ministro de Relações Exteriores do Irã, Mohamad Javad Zarif, descartou hoje que cheguem a um acordo definitivo antes da meia-noite, segundo a agência oficial de notícias iraniana “Irna”.

Zarif fez um gesto típico persa que significa “não” quando perguntado por vários jornalistas de seu país.

Nas últimas horas vazamentos à imprensa de diferentes delegações indicavam que foi alcançado um entendimento sobre praticamente todos os assuntos técnicos do eventual tratado.

O objetivo final de um acordo durável com o Irã é limitar suas capacidade atômica e assegurar que não seja capaz de fabricar uma bomba nuclear.

Em troca das limitações ao programa nuclear iraniano, que devem ser verificadas pela ONU, a comunidade internacional está disposta a apoiar um programa nuclear civil no Irã e suspender as medidas punitivas que pesam sobre o país.

Com Ag.EFE

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia