Cemig Distribuição tem lucro líquido de R$ 430 milhões em 2014

Valor foi de R$1,4 bilhão, ante o R$1,2 bilhão de 2013

Mais reforço para o setor

A Cemig D é a maior empresa distribuidora da América Latina, divulgou nesta sexta-feira seu balanço financeiro do exercício de 2014.

No ano, o lucro líquido de R$430 milhões em comparação ao lucro líquido de R$490 milhões no exercício de 2013, representando uma redução de 12,24%.

Este resultado deve-se, principalmente, ao melhor resultado financeiro de 2013, R$393 milhões de despesa financeira líquida em 2014 na comparação com R$194 milhões em 2013 em função dos créditos no valor de R$162 milhões registrados no ano anterior em função de ganho de ação judicial que questionava a incidência de Pasep/Confins sobre as receitas financeiras.

LAJIDA da Cemig Distribuição em 2014 apresentou um aumento de 10,33% em comparação com 2013. O valor foi de R$1,4 bilhão, ante o R$1,2 bilhão de 2013.O aumento do LAJIDA em 2014, em comparação ao mesmo período de 2013, deve-se, principalmente, ao reconhecimento do saldo da Conta de CVA e outros componentes financeiros.

O Resultado Financeiro Líquido em 2014 foi uma Despesa Financeira Líquida de R$393 milhões comparada a uma Despesa Financeira Líquida de R$194 milhões em 2013.
Caixa e Equivalentes de Caixa em 31 de dezembro de 2014 totalizaram R$314 milhões, em comparação com R$686 milhões em 31 de dezembro de 2013.

Desempenho das principais classes de consumo está descrito a seguir:

Residencial

O consumo residencial representa 37,13% da energia distribuída em 2014 e o crescimento de 5,70% no ano está associado à incorporação de consumidores, com expansão de 3,1% na base de clientes das classe e condições climáticas com temperaturas acima da média histórica em alguns meses do ano.

Em função desses fatores, o consumo médio mensal por unidade residencial em 2014 foi de 131,2 kWh/mês, com elevação de 2,2% em relação ao ano anterior, maior valor desde 2001.

Industrial

Esta classe representou 15,11% da energia vendida e apresentou um resultado estável, com um crescimento de apenas 0,79% no ano de 2014, comportamento associado a redução no ritmo da atividade econômica no ano.

Comercial e de Serviços

Esta classe representou 22,36% da energia vendida e cresceu 5,93% no ano de 2014, comportamento associado à ligação de novos consumidores e condições climáticas com temperaturas acima da média histórica em alguns meses do ano.

Os ramos mais representativos desta classe apresentaram as seguintes taxas de crescimento em 2014: Comércio Varejista (4,0%), Serviços de Alojamento e Alimentação (4,9%), Serviços de Comunicação (5,6%), Serviços de Saúde (4,1%) e Comércio Atacadista (9,4%).

Rural

Esta classe representou 12,57% da energia vendida e cresceu 11,94% em 2014, com o aumento da demanda de energia para irrigação em função de condições climáticas atípicas ao longo do ano, com menor índice de chuvas em relação às medias históricas.

Demais Classes

A energia das demais classes–Poder Público, Iluminação Pública e Serviço Público, que representa, em conjunto, 12,83% da energia distribuída, totalizou 3.461.866 MWh com crescimento de 2,73% no ano de 2014, em relação a 2013.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia