Copel passa a integrar o índice do Morgan Stanley de sustentabilidade

Empresa também é signatária das plataformas de sustentabilidade Pacto Global e Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Divulgação

A Companhia Paranaense de Energia -Copel passou a integrar o índice de sustentabilidade da Morgan Stanley Capital International (MSCI), líder mundial na composição de índices financeiros que servem de referência para investidores. O selo MSCI ESG é concedido a empresas que exibem excelente desempenho nas áreas social, ambiental e de governança corporativa.

“A conquista do selo MSCI é mais um marco na trajetória da Copel rumo à plena sustentabilidade”, afirma o presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna. “O reconhecimento de uma certificadora de grande credibilidade no mercado financeiro demonstra o nível de sustentabilidade empresarial alcançado pela empresa e confirma o acerto de nossas decisões estratégicas nos últimos anos, considerando o impacto e a influência de todas as nossas atividades junto aos públicos com que nos relacionamos”.

As ações da Copel integram o Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bolsa de São Paulo, o ISE-Bovespa. A empresa também é signatária das plataformas de sustentabilidade Pacto Global e Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, além de adotar as diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI) e do Instituto Ethos na confecção de seu Relatório Anual de Sustentabilidade.

Nota máxima

O relatório da MSCI analisa a atuação da empresa nas esferas social, ambiental e de governança, identificando situações de potencial impacto à sua imagem e avaliando-as com notas de 0 a 10. A Copel obteve nota máxima em 25 dos 28 indicadores analisados, que incluem, por exemplo, o controle de suas emissões de carbono e a publicidade dada a informações da gestão administrativa e financeira.

“Este resultado se deve ao perfil de atuação e à atual estratégia de negócios da Companhia, que gera energia basicamente de fontes renováveis, tem uma meta de redução de consumo de combustíveis prevista na Agenda Copel de Mudanças Climáticas e desenvolve projetos de pesquisa e desenvolvimento entre os mais inovadores nas áreas em que atua”, explica Paulo Sérgio Pereira, superintendente da Coordenação de Sustentabilidade Empresarial da Copel.

O estudo e a certificação foram realizados inteiramente por meio de documentos e dados disponíveis ao público no site da Companhia. “É mais uma evidência dos compromissos assumidos pela Copel na área de governança, especificamente no que se refere à adoção de transparência em relação às suas atividades e resultados”, explica Pereira.

MSCI

Criada em 2010, a MSCI ESG Research é uma subsidiária da MSCI dedicada à avaliação do desempenho em sustentabilidade de empresas de capital aberto. Atualmente integram o índice de sustentabilidade 1.160 empresas em todo mundo, 60 delas na América Latina.

 

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia