Eletrobras e China National Nuclear Co. firmam acordo de cooperação em Pequim

Chefe da Superintendência Internacional da Eletrobras, o presidente da Eletronuclear participarão da cerimônia em Pequim com o presidente Michel Temer

Arquivo: UI - direitos reservados

A Eletrobras, a Eletronuclear e a China National Nuclear Corporation (CNNC) assinam no dia 1º de setembro, em Pequim, um Memorando de Entendimento (MOU) de cooperação do setor nuclear envolvendo o Brasil e a China. O chefe da Superintendência Internacional da Eletrobras, Pedro Luiz de Oliveira Jatobá, representando o presidente da companhia, Wilson Ferreira Junior, e o presidente da Eletronuclear, Bruno Campos Barretto, participarão da cerimônia, que terá também a presença do presidente da República, Michel Temer, e do ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

O memorando cria a oportunidade de um aprofundamento da cooperação bilateral para uso da energia nuclear para fins pacíficos, destacando os interesses comuns em estabelecer futura parceria para conclusão de Angra 3.

Com isso, os dois países reafirmam a importância do papel da energia nuclear na composição da matriz elétrica e na redução das emissões de gases de efeito estufa, levando em consideração a competitividade econômica deste tipo de energia.

Esse será o terceiro MOU assinado entre a Eletronuclear e a CNNC. Durante a visita do primeiro ministro chinês ao Brasil, em 2015, foi firmado um MOU entre a Eletrobras, a Eletronuclear e a CNNC, visando à cooperação em temas do setor nuclear. Em dezembro de 2016, o presidente da Eletronuclear, Bruno Barretto, esteve em Pequim para reuniões com a CNNC e grandes bancos chineses – potenciais financiadores da conclusão de Angra 3. Nesta visita, foi firmado um MOU bilateral entre a Eletronuclear e a CNNC para pautar a cooperação na retomada das obras.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia