Estoques de petróleo dos Estados Unidos

Queda na oferta foi de 4,2 milhões de barris

Empresas e as falências

De acordo com a Agência de Energia dos Estados Unidos (EIA), as entradas nas refinarias de petróleo bruto ficaram em 16,8 milhões de barris por dia, em média, durante a semana encerrada em 24 de julho de 2015, ou seja, em 108.000 barris/dia a menos do que a média da semana anterior.

A produção de gasolina, em média, diminuiu na semana passada, 9,7 milhões de barris/dia. A produção de combustível destilado, em média, aumentou na semana passada com 5,1 milhões de barris/dia.

As importações de petróleo bruto dos Estados Unidos, em média, ficaram em mais de 7,5 milhões de barris/dia, baixa de 396 mil barris/dia ante a semana anterior. Ao longo das últimas quatro semanas, as importações de petróleo bruto ficaram em média com mais de 7,5 milhões de barris/dia, 1,0% acima do mesmo período de quatro semanas no ano passado.

As importações totais de gasolina (incluindo os componentes a mistura de gasolina nos produtos acabados) ficaram na média 613 mil barris/dia. As importações de combustíveis destilados ficaram na média de 130 mil barris/dia na semana passada.

Os estoques de petróleo bruto comerciais dos Estados Unidos (excluindo os da Reserva Estratégica de Petróleo) diminuíram 4,2 milhões de barris da semana anterior. São 459,7 milhões de barris de petróleo bruto e permancendo perto de níveis não vistos para esta época do ano, pelo menos nos últimos 80 anos.

O total dos estoques de gasolina do motor diminuiu em 0,4 milhões de barris na semana passada, mas estão no meio da faixa média.

Os inventários de combustíveis destilados aumentaram em 2,6 milhões de barris na semana passada e estão no meio da faixa média para esta época do ano.

Os estoques de propano/propileno subiram 1,8 milhões de barris na semana passada e estão bem acima do limite superior da gama média. O total dos estoques de petróleo comercial aumentaram em 0,1 milhões de barris na semana passada.

O fornecimento total de produtos ao longo do último período de quatro semanas, em média, ficaram em 20,1 milhões de barris/dia, um aumento de 3,8% em relação ao mesmo período do ano passado. Ao longo das últimas quatro semanas, o produto fornecido de gasolina para motores, em média, ficaram em  mais de 9,5 milhões de barris/dia, um aumento de 6,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

O fornecimento de combustível destilado ficou em mais de 3,7 milhões de barris/dia
ao longo dos últimas quatro semanas, queda de 3,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

O fornecimento de combustível Jet  teve queda de 3,1%, se comparada com o mesmo de quatro semanas e dos últimos anos.

As refinarias operaram com 95,1% da sua capacidade na semana passada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia