Ibovespa bate recorde e IEE fica estável

Volume financeiro ficou em R$14, 4 bilhões

Ibovespa

O índice Bovespa fechou em alta nesta segunda-feira e renovando mais um recorde, o primeiro perto dos 76 mil pontos. O bom humor se dá com as expectativas do resultado do PIB, projeção de 1% para este ano e 3% para 2018, apontados no Boletim Focus desta segunda-feira pelo Banco Central do Brasil.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,31% aos 75.990 pontos. O volume financeiro ficou em R$14,4 bilhões. O IEE ficou estável.

Ainda pesou no resultado de hoje o vencimento de opções sobre ações, que movimentou no segmento Bovespa R$ 4.982.430.114,55, dos quais R$ 4.450.588.904,59 em opções de compra e R$ 531.841.209,96 em opções de venda.

Do lado político, a euforia tomou conta de Brasília, com a chegada da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que tomou posse nesta manhã.

O presidente Michel Temer, que participou da cerimônia rápida na sede da PGR, já partiu para os Estados Unidos para abrir a reunião da ONU nesta terça-feira (19).

As ações com ganhos
Usiminas PNA, alta de 7,14%; P.Açúcar CDB PN, alta de 4,11%; WEG ON, alta de 3,23%; Rumo ON, alta de 2,94%; e Sid. Nacional ON, alta de 3,41%.

As ações com perdas
Multiplan ON, queda de 2,36%; e CCR ON, queda de 1,93%; JBS ON, queda de 3,95%; Cielo ON, queda de 1,53%; e Energias BR ON, queda de 2,05%

A Petrobras ON ficou em alta de 0,96% e a PN, estável.
A Vale ON ficou em alta de 1,33% e a PN, queda de 1,68%.
A Eletrobras ON subiu 1,39%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo WTI ficou estável cotado a US$ 49,89 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 0,51% aos US$71,76 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$903,87, alta de 0,91%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$883,01 e alta de 0,34%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia