Ibovespa e IEE ficam no azul na semana

Neste pregão os indicadores recuaram com preços do petróleo

Mercados no vermelho

O Ibovespa, índice principal da Bolsa de Valores de São Paulo, e o IEE, índice de Energia Elétrica, encerraram a semana no azul. O Ibovespa em +0,20% e o IEE em +0,68%.

Na sessão desta sexta-feira, os dois indicadores recuaram, com os investidores digerindo o desempenho da economia dos Estados Unidos, os preços do petróleo em queda.

O cenário doméstico segue preocupante, com a economia retraída, índice de desemprego elevado e temporada de balanços corporativos.

Ao final, o Ibovespa recuou 0,62% aos 41.627 pontos e o IEE em queda de 1,34% aos 24.397 pontos. O volume financeiro ficou em R$4,1 bilhões.

O barril de petróleo Brent para entrega em abril fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,53% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 35,10.

O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,88%, cotado a US$ 32,78, coincidindo com o anúncio de uma nova queda semanal no número de plataformas petrolíferas que estão operando nos Estados Unidos.

Entre as elétricas com ganhos, as maiores altas ficaram para a Equatorial ON (0,87% aos R$38,30); e Taesa UNT (1,36% aos R$18,63).

Entre as maiores perdas ficaram os papéis de Trans. Paulista PN (-2,25% aos R$46,00); Light ON (-2,82% aos R$7,92); Copel PNB (-3,19% aos R$22,460); Eletrobras PNB (-2,23% aos R$9,63); CPFL Energia ON (-3,64% aos R$16,40); e Cemig PN (-4,33% aos R$5,74).

Wall Street

A Bolsa de Nova York perdeu força ao longo do dia, com petróleo e PIB dos Estados Unidos em 2,4% em 2015.

Ao final, o índice Dow Jones ficou 0,34% aos 16.639 pontos; o S&P recuou 0,19% a 1.948 pontos; a Nasdaq ficou em ligeira alta 0,18% aos 4.590 pontos.

O XLE, que reúne as 40 gigantes do setor energético, ficou estável aos US$57,23.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia