Ibovespa ensaia os 86 mil pontos com Eletrobras disparando

Volume financeiro ficou em R$12,3 bilhões

Ibovespa

O Ibovespa reverteu as perdas da abertura e acabou fechando em alta nesta terça-feira, com a volta do fluxo de capital estrangeiro para os papéis de estatais. As ações da Eletrobras seguiram para as máximas junto com Petrobras. Na carona ficaram as empresas de celulose e financeiras.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 1,19% aos 85.803 pontos. O volume financeiro ficou em R$12,3 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,95%.

“A alta de hoje foi puxada pela entrada de capital estrangeiro. O que se viu lá fora foram os principais índices caindo, como o de metais, de energia, Wall Street, entre outros. Portanto, a decisão do investidor estrangeiro em partir para o risco se deve aos números da nossa economia, atrativos, e descolado do cenário político com as discussões das reformas internas. Destaque para os bancos e as estatais”, considerou o operador da Corretora Renascença, Luiz Roberto Monteiro.

As ações com ganhos
Fibria ON, alta de 6,66%; Eletrobras PNB, alta de 8,65%; Eletrobras ON, alta de 6,82%; Cosan ON, alta de 4,30%; e Itausa PN, alta de 4,04%.

As ações com perdas
P.Açúcar -CDB PN, queda de 5,27%; Ecorodovias ON, queda de 3,76%; Gerdau PN, queda de 3,47%; ViaVarejo UNT, queda de 3,30%; e Sid. Nacional ON, queda de 2,80%.

A Vale ON, queda de 2,02%.

A Petrobras ON ficou em alta de 1,78% e a PN, alta de 1,95%.

O Itau Unibanco PN ficou em alta de 2,46%.

O Bradesco PN subiu 3,04%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres a 0,42% a US$63,94 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 0,15%, cotado a US$ 61,77 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 1,69% a US$77,20 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1052,24, alta de 1,79%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1000,93 a tonelada e em alta de 0,09%.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia