Ibovespa fecha em alta e IEE fica estável

O volume financeiro ficou em R$22,1 bilhões com o vencimento de opções sobre ações

Flickr Creative Commons

O Ibovespa, em sessão marcada pelas incertezas, acabou encerrando em terreno positivo nesta quarta-feira. As expectativas para o anúncio do Federal Reserve sobre a política monetária dos Estados Unidos pesou em grande parte do dia, mesmo com a alta já precificada.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,15% aos 61.922 pontos. O IEE ficou em estável. O volume financeiro ficou em R$22,1 bilhões com o vencimento de opções sobre ações.

De outro lado, a Operação Lava Jato ficou no radar, com o depoimento ao Juiz Federal, Sérgio Moro, do ex-deputado federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) embalando o conturbado cenário político.

As commodities não reagiram, com destaque para os preços do petróleo.

“A decisão do Federal Reserve já estava precificada, mas sempre é uma mudança e na aceleração dos juros as commodities são as que mais sofrem. Janet Yellen segue a cartilha de Ben Bernanke e sem muitos detalhes. Lá fora, o que se vê é uma separação da política e da economia, tanto que já são 130 mil contratos dos estrangeiros comprados. Já para o cenário interno, o que se espera agora é a aprovação da pauta, que será a salvação do governo Temer. Sobre o movimento de hoje, amanhã estamos em feriado e ninguém quer arriscar para levar um susto na sexta-feira. Os bancos subiram com a MP dos bancos e o Bradesco foi destaque, depois do arquivamento pelo TRF de Luiz Carlos Trabuco na Operação Zelotes”, explicou o diretor da Codepe Investimentos, José Costa Gonçalves.

As ações com ganhos

Bradespar PN, alta de 5,39%; Bradesco PN, alta de 3,87%; Bradesco ON, alta de 3,37%; Marfrig ON, alta de 2,79%; e Qualicorp ON, alta de 3,54%.

As ações com perdas

RaiaDrogasil ON, queda de 2,47%; Gerdau PN, queda de 2,64%; e Braskem PNA, queda de 2,32%.

A Petrobras ON ficou em queda de 2,38% e a PN, queda de 2,47%.

A Vale ON ficou em queda de 1,02% e a PN, queda de 1,37%.

Pagamento de dividendos: MRV e Tupy.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia