Ibovespa fecha em alta e IEE reage em 0,4%

Volume financeiro ficou em R$8,5 bilhões

Arquivo:UI

A bolsa de valores de São Paulo operou em forte volatilidade na parte da manhã, porém, ganhou força no restante do período e já começa a flertar os 80 mil pontos, o que seria o recorde histórico. Os preços do petróleo sustentaram as máximas, com o Brent, referência na Europa, acima dos US$70,00 o barril. Petrobras e Vale disparam, bem como a Eletrobras. O índice de metais na bolsa de Nova York, que estava em alta de 2,65%, acabou puxando também as siderúrgicas e metalúrgicas.

O bom humor foi mantido com indicadores dos Estados Unidos de inflação, mostrando como na Europa, que os consumidores estão segurando as economias.

As apostas eram de ganhos nas vendas do varejo e também nos produtos alimentares mais consumidos nas festas de final de ano. Tanto nos Estados Unidos como na Europa as vendas no varejo mostraram retração e puxaram os índices de inflação para baixo. Nos dois casos, mais precisamente nos Estados Unidos, a leitura é de que o Federal Reserve deverá manter inalterada a taxa de juros na reunião deste mês, destacou um analista do mercado financeiro.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 1,49% aos 79.365 pontos. O volume financeiro ficou em R$ 8,5 bilhões. O IEE, que é índice de energia elétrica, ficou em alta de 0,44%.

As ações com ganhos
Gerdau PN, alta de 8,16%; Gerdau Met. PN, alta de 5,03%; Usiminas PNA, alta de 5,37%; Sid. Nacional ON, alta de 5,85%; e Cyrela Realt ON, alta de 3,95%.

As ações com perdas
Kroton ON, queda de 3,63%; Fleury ON, queda de 2,02%; Lojas Amer. PN, queda de 1,81%; Engie ON, queda de 0,99%; e Taesa UNT N2, queda de 0,73%.

A Petrobras ON ficou em alta de 2,47% e a PN, alta de 2,68%.

A Vale ON ficou em alta de 1,95%.

A Eletrobras ON subiu 1,53%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres em 0,81% a US$71,20 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 0,06%, cotado a US$ 63,61 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 0,98% a US$79,08 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1016,49, alta de 1,31%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$993,58 e alta de 1,21%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia