Ibovespa fecha em queda com realização e IEE em alta de 0,18%

Volume financeiro ficou em R$11,6 bilhões

Ibovespa

O índice Bovespa, que operou volátil nesta quarta-feira, em dia de recuperação nos mercados internacionais, com os investidores realizando lucros e também elevando as apostas no corte da taxa Selic pelo Comitê de Política Monetária – Copom.

Há pouco, a autoridade monetária confirmou a redução de 0,25 p.p e trazendo a taxa para o menor patamar da série histórica iniciada em 1986 em 6,75% ao ano.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 1,34% aos 82.766 pontos. O volume financeiro ficou em R$11,9 bilhões. O IEE estava em alta de 0,18%.

“O que se viu hoje foi mais cautela, considerando que fevereiro é um mês complicado por ser mais curto e com o feriado de Carnaval. A semana que vem é morta. Lembrando que o suspiro na segunda-feira, quando todos os mercados caíram, o índice também devolveu, porém, bem diferente do que ocorria há alguns anos. Isso mostra que o mercado financeiro está mais robusto e apostando nos números da economia. Mas é importante destacar que logo depois do dia 19, segundo o governo, serão retomadas as discussões sobre a reforma da Previdência, a meta fiscal tem que ser discutida e o que se vê é uma aposta muito grande na Eletrobras, um assunto mais sério e complicado do que parece. De outro lado, os resultados financeiros que estão sendo apresentados revelam que as empresas estão em recuperação. A Selic estava precificada”, disse o analista de investimentos da Corretora Magliano, Pedro Galdi.

As ações com ganhos

Klabin UNT, alta de 1,80%; Fibria ON, alta de 2,74%; Eletrobras PNB, alta de 2,73%; CPFL Energia ON, alta de 2,61%; e TIM Part. ON, alta de 1,65%.

As ações com perdas

Sid. Nacional ON, queda de 3,51%; Gerdau PN, queda de 3,5%; Lojas Renner ON, queda de 3,33%; Mag. Luiza ON, queda de 3,23%; CCR ON, queda de 3,12%.

A Petrobras ON ficou em queda de 2,87% e a PN, queda de 2,25%.

O Itau Unibanco ficou em queda de 2,37%.

O Bradesco PN caiu 1,50%.

O BB ON ficou em alta de 0,10%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

Os preços do petróleo voltaram para o negativo, com destaque para o WTI sofrendo a influência do aumento dos <a href=”http://www.setorenergetico.com.br/destaques/estoques-de-petroleo-subiram-19-milhoes-de-barris-na-semana-passada/25234/”>estoques</a> dos Estados Unidos, conforme mostrou hoje a Agência de Energia norte-americana.

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres a 1,43% a US$65,50 o barril.

O petróleo WTI segue em queda de 2,49%, cotado a US$ 61,81 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 1,69% a US$77,20 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1052,24, alta de 1,79%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1000,93 a tonelada e em alta de 0,09%.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia