Ibovespa fecha em queda e IEE também perde força

Volume financeiro ficou em R$8,2 bilhões

Ibovespa

A bolsa de valores de São Paulo, que operou para cima em grande parte desta terça-feira, acabou voltando com o governo federal dando pistas de mais mudanças. Ao participar de evento hoje em São Paulo, o presidente <a href=”https://www.ultimoinstante.com.br/ultimas-noticias/politica/temer-admite-estudos-sobre-aumento-da-aliquota-do-imposto-de-renda/193749/”>Michel Temer</a> admitiu  que existem estudos sobre o aumento da alíquota do Imposto de Renda, mas disse que não há nada decidido.

O preço do petróleo voltou para o cenário negativo e o minério de ferro havia fechado em queda nas negociações da China.

Ao final, o Ibovespa caiu 0,06% aos 67.898 pontos. O IEE estava ficou em queda de 0,43%. O volume de negócios ficou em R$8,2 bilhões.

Os analistas do mercado acionário há tempos apostavam na retomada ainda mais forte do Ibovespa. Alguns já consideravam os 70 mil pontos para o mês de junho, porém, as questões políticas envolvendo o presidente Michel Temer nas delações dos executivos da JBS , em maio, acabaram por despertar a cautela e os índices voltaram para os piores resultados. Passado esse período, o bom humor retornou.

“O que se vê é o cenário externo mais positivo, com a economia global dando sinais de fortalecimento, as atividades estão em expansão e os índices de inflação sem impacto. Por aqui, a economia está seguindo em terreno positivo, com deflação, produção industrial subindo e taxas de juros recuando. Agora, praticamente na reta final da divulgação de balanços, sendo que o mais esperado é o da Petrobras na quinta-feira, o que se viu foram as empresas com resultados melhores do que no primeiro trimestre e deverão, se nada interferir na política, ficar melhores no terceiro trimestre. Com isso, os principais papéis na B3 estão ganhando força e se permanecer assim, com certeza, no curto prazo o índice deverá atingir os 70 mil pontos e até mais, 72 mil ao final do ano”, avaliou  o analista-chefe e sócio do ModalMais, Alvaro Bandeira.

As ações com ganhos

JBS ON, alta de 7,55%; Santander UNT EJ, alta de 2,34%; Embraer ON, alta de 2,27%; Qualicorp ON, alta de 1,88%; e Siderúrgica Nacional ON, alta de 1,88%.

As ações com perdas

Suzano Papel PNA, queda de 3,16%; Fibria ON, queda de 2,99%; Sabesp ON, queda de 2,73%; Braskem PNA, queda de 2,23%; e Cemig PN, queda de 1,99%.

A Petrobras ON ficou em queda de 0,86% e PN, queda de 0,44%.

A Vale ON ficou em queda 1,14% e a PN, queda de 1,29%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Commodities

O petróleo WTI, para entrega em setembro, ficou em queda de 0,51%, cotado a US$ 49,14.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 0,93% aos US$75,46 a tonelada seca e com 62% de pureza.

 

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia