Ibovespa fecha a semana em alta de 2,1%

O petróleo WTI, para entrega em setembro, ficou em alta de 1,04%, cotado a US$ 49,54

B3 e o índice

O Ibovespa fechou a semana em alta de 2,15%, com os investidores de lado para o cenário político doméstico. Nesta sexta-feira, o índice manteve a volatilidade, em dia de agenda vazia em quase todos os mercados, e com os investidores ajustando e avaliando os dados do setor de trabalho dos Estados Unidos. Os resultados corporativos seguem pesando, embora a maioria dos que já foram apresentados ficaram dentro das estimativas.

O minério de ferro reagiu e amparou a Vale, bem como o petróleo puxando a Petrobras e as elétricas.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,18% aos 66.897 pontos. O volume de negócios ficou em R$5,6 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,56%.

As ações com ganhos
Siderúrgica Nacional ON, alta de 3,98%; Eletrobras PNB , alta de 3,43%; Braskem PNA, alta de 4,06%; Embraer ON, alta de 2,95%; e Eletrobras ON, alta de 3,11%.

As ações com perdas
Lojas Renner ON, queda de 1,91%; BRF ON, queda de 2,44%; BB Seguridade ON, queda de 2,34%; Multiplan ON, queda de 1,64%; e Cyrela Realt ON, queda de 1,72%.

As ações da Petrobras ON subiram 0,58%.

As ações da Vale ON subiram 1,79% e a PN, alta de 1,36%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Commodities

O petróleo WTI, para entrega em setembro, ficou em alta de 1,04%, cotado a US$ 49,54.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 1,63% aos US$74,12 a tonelada seca e com 62% de pureza.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia