Ibovespa fecha semana em queda de 0,5% e IEE fica em alta de 0,2% na sessão

Preço do Brent fica em alta de 2,3% na bolsa de Londres

Arquivo: SE

A bolsa de valores de São Paulo fechou a semana em queda de 0,54%, com o clima político e também com o cenário norte-americano no radar dos investidores.

Nesta sexta-feira, com as expectativas para os resultados das rodadas de partilha da ANP na área do pré-sal, que aconteceu no Rio de Janeiro, o índice principal também foi puxado pelos ruídos sobre o nome que poderá ocupar a presidência do Federal Reserve nos Estados Unidos.

Já os preços do petróleo dispararam nos mercados internacionais, com a possibilidade da Organização dos Países Exportadores de Petróleo – OPEP, ja na reunião de novembro, manter o corte na produção. O Brent ficou em alta de quase 3%.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,10% aos 75.975 pontos. O volume financeiro ficou em R$9 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,25%.

“A semana foi marcada pelo cenário político, com a votação na Câmara Federal sobre as denúncias contra o Temer. Passado esse estresse, o mercado passou a olhar o comportamento dos demais mercados, principalmente, com os ruídos em torno do nome do futuro presidente do Fed. Hoje, depois da divulgação de que Jerome Powel, que é membro do Fed e que segue a cartilha de Janet Yellen, poderia ser o novo presidente, os mercados acalmaram. Um conservador, mais duro com a política monetária, como os que estavam sendo cotados pesaria nos emergentes, como no nosso caso. Vale destacar que os relatórios corporativos estão no radar”, destacou o operador da Renascença, Luiz Roberto Monteiro.

As ações com ganhos
RaiaDrogasil ON, alta de 3,87%; Energias BR ON, alta de 4,46%; Equatorial ON, alta de 2,79%; Suzano Papel PNA, alta de 2,74%; e Marfrig ON, alta de 2,66%.

As ações com perdas
Estacio Part. ON, queda de 4,67%; Embraer ON, queda de 4,17%; Cemig PN, queda de 2,45%; Sid. Nacional ON, queda de 5,03%; e Usiminas PNA, queda de 6,65%.

A Petrobras ON ficou em alta de 1,75% e a PN, alta de 1,79%.

A Vale ON ficou em queda de 0,37% e a PN, alta de 0,53%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres em 2,37% aos US$60,46 o barril.

O petróleo WTI ficou em alta de 2,60%, cotado a US$ 54,01 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 1,24% aos US$61,47 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$920,07, queda de 0,01%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$922,99 e alta de 0,51%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia