Ibovespa fecha semana em queda e IEE dispara na sessão em mais de 1%

Volume financeiro ficou em R$17,6 bilhões

Ibovespa

A bolsa de ações de São Paulo fechou a semana em queda de 0,17%, com o imbróglio que rondou a semana sobre o tema da reforma da Previdência.

Nesta sexta-feira, em dia de IPO da <a href=”http://www.setorenergetico.com.br/destaques/br-distribuidora-desembarcou-na-b3-em-ritmo-de-leilao-de-transmissao/24697/”>BR Distribuidora</a> e do 2º Leilão de Linhas de Transmissão da Agência Nacional de Energia Elétrica -ANEEL. Os 11 lotes ofertados em vários estados brasileiros e resultou em R$8,75 bilhões.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,25% aos 72.607 pontos. O volume financeiro ficou em R$17,6 bilhões. O IEE ficou em alta de 1,08%, com o otimismo pelo resultado do <a href=”http://www.setorenergetico.com.br/destaques/2o-leilao-de-transmissao-de-2017-garante-investimento-de-r-875-bilhoes/24694/”>certame de transmissão.</a>

“O mercado ficou volátil na semana, com as incertezas que rondaram a reforma da Previdência. A frustração em postergar para fevereiro do ano que vem pesou na curva de juros (DIS), nas ações e também no dólar. Lá fora, as preocupações ficaram por conta do Fomc, que não trouxe novidade e reconheceu que a economia norte-americana está seguindo em compasso mais lento. De outro lado, os mercados da Europa foram os que mais sentiram os efeitos do Banco Central Europeu, que voltou a destacar que poderá mexer com a política monetária em 2018. Vale pontuar a clara recuperação das economias da Zona do Euro. E, por último, quem deve despontar novamente no cenário é a Grécia. A economia reagiu, mas ainda pesam fatores negativos que estão trazendo a população novamente para as ruas. Diante desse cenário, o que se vê é a economia mundial crescendo”, destacou o economista-chefe da SulAmérica Investimentos, Newton Rosa.

As ações com ganhos
Estacio Part. ON, alta de 4,00%; Gerdau Met. PN, alta de 3,62%; Klabin ON, alta de 2,82%; Bradespar PN, alta de 2,80%; Cosan ON, alta de 2,60%.

As ações com perdas
Rumo ON, queda de 2,07%; Marfrig ON, queda de 1,60%; Petrobras ON, queda de 1,58%; Qualicorp ON, queda de 1,54%; e Braskem PNA, queda de 1,45%.

A Petrobras BRON (BR Distribuidora) ficou com preço de R$16,00 e rendendo com as vendas de ações  R$5 bilhões.

A Petrobras PN ficou em queda de 0,40%

A Vale disparou em alta de 1,79%, com os preços do minério de ferro (Ver abaixo).

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres em 0,14% aos US$64,57 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 0,40%, cotado a US$ 57,27 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 1,00% a US$70,54 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$972,00, alta de 1,30%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$955,47 e alta de 0,26%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia