Ibovespa fica em alta e IEE pega carona em 0,6%

Volume financeiro ficou em R$5,1 bilhões

Arquivo: UI

Em dia de movimento fraco e contagem regressiva para o fim de 2017, os investidores aproveitaram o dia para “arrumar a casa”. Sem arriscar muito, o foco ficou para commodities, notícias corporativas e alguns indicadores, como o Caged.

Do lado político, o presidente Michel Temer, que participou de atos no Palácio do Planalto, segue em busca de maior adesão de votos para a reforma da Previdência, que foi prorrogada para 19 de fevereiro.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,48% aos 76.072 pontos. O volume financeiro ficou em R$5,1 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,63%.

“O movimento de hoje foi de alta, embora com baixo volume, e grandes oscilações. Notícias corporativas e indicadores de alguns órgãos de varejo, que deram sinais de que o volume de vendas superou as estimativas nesta Natal, também puxaram os papéis de empresas produtoras de bens de consumo duráveis. O Caged veio fraco, mas a leitura do mercado é de que os empregadores ainda estão digerindo as mudanças na Lei Trabalhista. Prova disso foram os números de vagas no comércio, 60 mil, e a redução de estoques. Amanhã é o último pregão do ano e, apesar de tudo, o índice está conseguindo ainda se manter com viés de alta para a primeira semana de 2018”, considerou o analista da Corretora Magliano, Carlos Soares.

As ações com ganhos
Lojas Amer. PN, alta de 4,08%; Natura ON, alta de 4,00%; JBS ON, alta de 2,74%; Sider. Nacional ON, alta de 3,47%; e Localiza ON, alta de 3,48%.

As ações com perdas
Embraer ON, queda de 3,61%; Gerdau Met. PN, queda de 0,85%; Estacio Part. ON, queda de de 0,91%; Eletrobras PNB, queda de 0,78%; e Santander BR UNT, queda de 0,69%.

A Petrobras ON ficou em alta de 0,36% e a PN, alta de 0,50%.

A Vale ON ficou em alta de 0,03%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres em 0,67% a US$66,39 o barril.

O petróleo WTI ficou em queda de 0,62%, cotado a US$ 59,60 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 0,29% a US$78,91 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$999,61, alta de 0,22%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$977,17 e alta de 0,76%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia