Ibovespa fica em alta e IEEX recua 0,3%

Volume financeiro ficou em R$9 bilhões

Arquivo: UI

A bolsa de valores de São Paulo fechou em alta nesta terça-feira, com os investidores ajustando e analisando o desempenho econômico, enquanto aguardam as próximas decisões para a votação da Reforma da Previdência.

As operações da Política Federal, com foco no Ministério da Agricultura, pesaram na instabilidade do índice em boa parte da sessão. A Operação Lucas investiga crimes de corrupção envolvendo servidores do MAPA e empresas fiscalizadas.

Sobre as commodities, o preço do petróleo negociado na Bolsa de Nova York, que pela manhã estava positivo, acabou voltando.

Já o minério de ferro ficou para cima na China, com as apostas no desenvolvimento em infraestrutura proposta pelo presidente Xi Jining na retomada da rota da seda. Os fabricantes de aço do Pasquistão comemoraram a investida da China.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,31% aos 68.684 pontos. O IEEX ficou em queda de 0,38%. O giro financeiro ficou em R$9 bilhões.

As ações com ganhos
Sabesp ON, alta de 6,81%; Qualicorp ON, alta de 5,48%; Gerdau Met PN, alta de 4,98%; Gerdau PN, alta de 3,71%; e Copel PNB, alta de 4,10%.

As ações com perdas
JBS ON, queda de 8,62%; WEG ON, queda de 4,51%; Eletrobras PNB, queda de 4,01%; Eletrobras ON, queda de 3,46%; e BRF ON, queda de 3,29%.

A Petrobras estava ON ficou estável e a PN, alta de 0,13%.
A Vale ON ficou em alta de 2,29% e a PN, alta de 3,22%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passa a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Commodities

O contrato futuro para entrega em junho do petróleo tipo WTI é negociado a US$ 48,58 o barril, com queda de 0,55%, no momento.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 0,61% US$61,17 a tonelada seca e com 62% de pureza.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia