Ibovespa ficou em queda e IEE ganha força

O volume financeiro ficou R$9,4 bilhões

Ibovespa

O Ibovespa fechou em alta nesta quarta-feira, com os investidores analisando números da economia doméstica e com o cenário político mais calmo. O conteúdo do Livro Bege, compilado do Federal Reserve dos Estados Unidos, também veio sem surpresas e influências negativas em Wall Street. As commodities reagiram no positivo, em dia de vencimento de opções sobre o índice.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,51% aos 76.591 pontos. O volume financeiro ficou R$9,4 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,82%.

As ações com ganhos
Ecorodovias ON, alta de 4,30%; Smiles ON, alta de 3,18%; Lojas Americanas PN, alta de 4,31%; Pão de Açúcar CBD PN, alta de 3,97%; e Gerdau PN, alta de 3,00%.

As ações com perdas
JBS ON, queda de 1,45%; Usiminas PNA, queda de 2,91%; Fibria ON, queda de 3,83%; e Suzano Papel PNA, queda de 2,28%.

A Petrobras ON ficou estável e a PN, alta de 0,19%.

A Vale ON ficou em queda de 0,95% e a PN, queda de 0,63%.

A Eletrobras ficou em alta de 1,54%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres, em 2,86% aos US$58,36 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 0,31%, cotado a US$ 52,04 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

A celulose fibra longa negociada fechou US$919,91, alta de 1,16%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$911,05 e alta de 1,61%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia