Ibovespa opera com ganhos e IEE pega carona com Eletrobras

Volume financeiro segue para os R$3,1 bilhões

Arquivo: SE

A bolsa de valores de São Paulo segue operando no azul nesta quinta-feira, com os investidores analisando o novo pacote de ativos proposto pelo Governo Federal para privatização. As compras de hoje também estão amparadas pela movimentação em Brasília, que segue com votações e discussões da reforma política, nova taxa de juros de longo prazo, Refis, entre outras.

Há pouco, o Ibovespa estava em alta de 0,46% aos 70.799 pontos. O volume financeiro seguia para os R$3,1 bilhões e o IEE acompanha a valorização das elétricas e com alta de 0,37%.

As ações com ganhos
Eletrobras ON, alta de 4,29%; Natura ON, alta de 3,32%; Eletrobras PNB, alta de 2,85%; e Bradespar PN, alta de 2,51%.

As ações com perdas
Gerdau Met. PN, queda de 1,90%; BRM Malls ON, queda de 2,15%; Suzano Papel PNA, queda de 1,22%; BM&FBovespa ON, queda de 0,92%; e Santander BR UNT, queda de 0,89%.

A Petrobras ON estava em alta de 0,35% e a PN, alta de 0,15%;

A Vale ON estava em alta de 2,95% e a PN, alta de 2,86%.

Carteira Teórica
A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Empresas

A Gerdau anunciou nesta quinta-feira que, como parte desse processo de transformação, a partir de 1º de janeiro de 2018, os membros da família Gerdau Johannpeter que atualmente integram a Direção executiva – André Bier Gerdau Johannpeter, Diretor-Presidente (CEO) e os Vice-Presidentes Executivos Claudio Johannpeter e Guilherme Chagas Gerdau Johannpeter – passarão a se dedicar exclusivamente aos Conselhos de Administração, órgãos dos quais já fazem parte.

Como membros dos Conselhos de Administração e valendo-se de sua experiência executiva, os membros da família Gerdau Johannpeter buscarão ainda mais foco na definição das estratégias de médio e longo prazos da Gerdau, visando a geração de valor para todos os públicos de interesse da empresa e apoiando seus executivos na sua implementação.

O CA escolheu Gustavo Werneck da Cunha, atual Diretor Executivo da Operação Brasil, como novo Diretor-Presidente (CEO) das Companhias. Werneck, 44 anos, atua na organização há 13 anos. É formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Minas Gerais e possui MBAs em gestão pelo INSPER e pela Fundação Getúlio Vargas, além de cursos de aperfeiçoamento pelo INSEAD, Harvard Business School, Kellogg School of Management e London Business School. Werneck foi Diretor Corporativo de Tecnologia da Informação e Diretor Industrial da Gerdau na Índia, entre outras posições.

Hoje a Eletrobras informou que a aprovação pelo Conselho do Programa de Parceria de Investimentos (CPPI), a proposta de desestatização. A operação ainda depende de outras autorizações governamentais, avaliação das autorizações legais e regulatórias que serão necessárias, avaliação do modelo a ser adotado e observância dos procedimentos específicos, por ser tratar de sociedade de economia mista, de capital aberto, com ações listadas na Bolsa de São Paulo (B3 – Brasil, Bolsa, Balcão), de Nova York (NYSE) e Madri (Latibex), além da avaliação quanto às obrigações contratuais assumidas pela companhia.

Commodities

O petróleo WTI, para entrega em setembro, segue em queda de 0,49%, cotado a US$ 48,21 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 0,85% aos US$77,16 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$890,60, queda de 0,04%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$879,49 e queda de 0,06%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia