Ibovespa opera em alta e IEE acompanha

Volume financeiro segue para os R$ 3 bilhões

Bolsa para cima

A bolsa de ações de São Paulo opera no positivo, o segundo dia consecutivo, com os investidores analisando os indicadores domésticos e também com as discussões sobre a reforma da Previdência,

Há pouco, o Ibovespa estava em alta de 0,77% aos 73.653 pontos. O giro financeiro seguia para R$ 3 bilhões. O IEE estava em alta de 0,05%.

As ações com ganhos
Eletrobras PNB, alta de 2,44%; Eletrobras ON, alta de 2,26%; Suzano Papel ON, alta de 2,74%; JBS ON, alta de 1,71%; e Fibria ON, alta de 2,73%.

As ações com perdas
Usiminas PNA, queda de 1,34%; CPFL Energia ON, queda de 1,32%; Bradespar PN, queda de 0,79%; e MRV ON, queda de 0,68%.

A Petrobras ON estava em alta de 1,18% e a PN, alta de 1,23%.

A Vale ON estava em queda de 0,49%.

Carteira Teórica
A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, segue em queda na bolsa de Futuros de Londres em 0,86%
aos US$63,71 o barril.

O petróleo WTI segue em queda de 0,52%, cotado a US$ 57,18 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de US$72,68 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$959,57, alta de 0,01%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$953,00 e alta de 0,45%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia