Ibovespa perda a força e IEE acompanha em menos 1,05%

O volume financeiro ficou em R$5,6 bilhões

Balanços trimestrais

A bolsa de valores de São Paulo fechou em queda nesta segunda-feira. As principais commodities ficaram com preços no negativos, com destaque para o minério de ferro no fechamento no porto de Gingdao, China, queda de 3,27%.

Nesta terça-feira (06), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começa o julgamento da chapa Dilma-Temer, que pode decidir o futuro político do presidente no posto. Com isso, todas as atenções se voltam para Brasília.

Segundo um analista de mercado, com o quadro politico atual, com a discussão que poderá demorar três dias, ninguém quer arriscar muito.

Em Wall Street, os índice perderam força e a Europa também ficou no negativo com política e terrorismo no foco central

Ao final, o Ibovespa caiu 0,106% aos 62.450 pontos. O IEE ficou em queda de 1,05%. O volume financeiro ficou em R$5,6 bilhões.

As ações com ganhos
Braskem PNA, alta de 2,61%; Suzano Papel PNA, alta de 3,17%; Santander BR UNT, alta de 2,80%; Smiles ON, alta de 3,37%; Klabin UNT N2, alta de 2,39%.

As ações com perdas
Estacio Participações ON, queda de 7,02%; Cosan ON, queda de 4,11%;JBS ON, queda de 4,08%; Rumo Log ON, queda de 3,67%; Kroton ON, queda de 3,19%.

A Vale ON ficou em queda de 1,06% e a PN, queda de 1,65%.

A Petrobras ON subiu 1,75% e a PN, alta de 1%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Commodities

Os contratos futuro para entrega em julho estavam em queda de 0,65% negociados a US$ 47,35 o barril.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 3,27% a US$55,90 a tonelada seca e com 62% de pureza.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia