Ibovespa realiza e IEE fica em alta

Volume financeiro fica em R$9,7 bilhões

Ibovespa

O Ibovespa interrompeu a sequência de recordes nesta terça-feira, com os investidores realizando lucros na penúltima negociação do ano. Além disso, as declarações do presidente do banco central dos Estados Unidos, Jerome Powell, aos congressistas também ficaram no pano de fundo.

Os preços do petróleo caíram, os índices de energia e de metais ficaram no negativo nas negociações da bolsa de Nova York.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,82% aos 86.935 pontos. O volume financeiro ficou R$9,7 bilhões. O IEE ficou em alta de 0,12%.

As ações com ganhos
CCR ON, alta de 3,30%; Pão de Açúcar CDB-PN, alta de 3,03%; Ecorodovias ON, alta de 2,76%; Sabesp ON, alta de 2,27%; e Eletrobras ON, alta de 1,80%.

As ações com perdas
Estacio Part. ON, queda de 3,96%; Lojas Renner ON, queda de 3,40%; BR Malls ON, queda de 2,82%; Cosan ON, queda de 3,43%; e Mag. Luiza ON, queda de 2,99%.

A Vale ON ficou em queda de 0,15%.

O Itau Unibanco PN ficou em queda de 1,49%.

A Petrobras ON ficou em queda de 0,26% e a PN, queda de 0,09%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres a 0,1% a US$68,25 o barril.

O petróleo WTI ficou em queda de 1,58%, cotado a US$ 62,90 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em queda de 0,26% a US$79,15 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1.069,00, alta de 0,12%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1.008,40 a tonelada e em alta de 0,50%.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia