Ibovespa realiza e IEE fica estável

Volume financeiro ficou em R$9,2 bilhões

Ibovespa

De acordo com as estimativas dos analistas do mercado financeiro nas últimas semanas, a realização de lucros na B3 ocorreria em algum momento. Com isso, os investidores escolheram essa terça-feira para interromper a sequência de recordes.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,65% aos 78.863 pontos. O volume financeiro ficou em R$9,2 bilhões. O IEE estava manteve e estabilidade.

As ações com ganhos
Sid. Nacional ON, alta de 2,71%; WEG ON, alta de 1,62%; Fibria ON, alta de 1,57%; Telef. Brasil PN, alta de 1,30%; e Kroton ON, alta de 1,23%.

As ações com perdas
JBS ON, queda de 3,40%; Eletrobras PNB, queda de 4,23%; Rumo ON, queda de 3,21%; Eletrobras ON, queda de 3,97%; e Fleury ON, queda de 2,89%.

A Vale ON ficou em queda de 0,37%.

A Petrobras está com atraso no fechamento (informações completas no Boletim de Fechamento).

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres em 0,94% a US$69,79 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 1,85%, cotado a US$ 62,87 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 0,94% a US$78,47 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1003,33, alta de 0,37%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$981,69 e alta de 0,24%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia