Ibovespa recua e IEE fica no vermelho em 0,2%

O volume financeiro ficou em R$6,8 bilhões

Flickr Creative Commons

A bolsa de valores de São Paulo fechou em queda nesta segunda-feira, com as atenções para os alinhavos políticos em Brasília. A expectativa segue para o desembarque ou não do PSDB do governo Michel Temer. Mas, mesmo com a decisão favorável do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no julgamento da chapa Dilma-Temer, as incertezas ainda rondam o Planalto.

As discussões sobre a reforma Trabalhista ganham força e com a oposição prometendo muito barulho na Comissão Especial do Senado nesta terça-feira (13) com mudanças no texto original.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,82% aos 61.700 pontos. O IEE ficou em queda de 0,25%. O volume financeiro ficou em R$6,8 bilhões.

“Essas indefinições sobre as reformas deixam o mercado estressado. A política voltou para a mesa de negócios e agora com as denúncias caindo novamente no presidente Temer. Lá fora, o temor voltado para o setor de tecnologia acabou pesando aqui também. Nem mesmo as recuperações dos preços do minério de ferro e do petróleo conseguiram puxar a Vale e a Petrobras. As ações de tecnologia acompanharam os demais mercados no temor de mais uma “bolha” “, disse o operador da Renascença, Luiz Roberto Monteiro.

As ações com ganhos
TIM Participações ON, alta de 2,26%; Klabin UNT, alta de 1,40%; Cielo ON, alta de 1,01%; e Embraer ON, alta de 0,71%.

As ações com perdas
JBS ON, queda de 3,98% Ecorodovias ON, queda de 3,32%; Smiles ON, queda de 3,66%; Bradespar PN, queda de 3,61%; Siderúrgica Nacional ON, queda e 2,98%.

A Petrobras ON ficou estável e a PN, alta de 0,39%.

A Vale ON recuou 1,68% e a PN, queda de 1,94%.

Carteira Teórica
A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Commodities

O petróleo tipo WTI para julho é negociado a US$ 46,05 o barril, alta de 0,48%, nesta manhã.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 0,85% a US$54,87 a tonelada seca e com 62% de pureza.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia