Ibovespa recua em IEE cai 0,9%

Volume financeiro ficou em R$9,9 bilhões

Arquivo: SE

A bolsa de valores de São Paulo, que operou em grande parte da sessão em território positivo nesta primeira sessão de novembro, acabou voltando. No radar ficaram os balanços financeiros, os indicadores domésticos e o resultado da reunião do Federal Reserve, nos Estados Unidos. A realização de lucros foi a alternativa para o final do dia e antes do feriado de amanhã.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,65% aos 73.823 pontos. O giro financeiro ficou em R$9,9 bilhões. O IEE ficou em queda de 0,93%.

“Estamos começando novembro e com clima político mais tranquilo. Porém, vale lembrar que as agências de classificação de risco estão em stand by para o Brasil. A retomada de discussões sobre reformas relevantes, como a da Previdência, considerando que faltam poucos dias úteis antes de dezembro, são decisivas. Com a descompatibilização para as eleições até março, tudo que está parado no Congresso precisa estar resolvido. A urgência é agora. Quanto ao movimento de hoje, com o feriado de amanhã, ninguém quer virar comprado. E, para a semana, o viés segue negativo”, destacou o diretor da Codepe Investimentos, José Costa Gonçalves.

As ações com ganhos

MRV ON, alta de 3,56%; Cielo ON, alta de 2,90%; Vale ON, alta de 2,24%; Sabesp ON, alta de 1,81%; e Energias BR ON, alta de 1,81%.

As ações com perdas

Eletrobras ON, queda de 5,90%; Eletrobras PNB, queda de 6,08%; Cemig PN, queda de 4,14%; Usiminas PNA, queda de 3,63%; e Rumo ON, queda de 3,54%.

A Petrobras ON ficou em alta de 0,69% e a PN, alta de 0,78%.

A Vale ON ficou em alta de 2,24% e a PN, alta de 2,52%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 04 de setembro a 28 de dezembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (10,846%), Bradesco PN (8,485%), Ambev ON (7,039%), Petrobras PN (4,883%) e Vale ON (9,040%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em queda na bolsa de Futuros de Londres em 0,60% aos US$61,44 o barril.

O petróleo WTI segue em queda de 0,20%, cotado a US$ 54,27 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

Os preços do petróleo voltaram para o negativo com os resultados dos <a href=”http://www.setorenergetico.com.br/destaques/estoque-de-petroleo-dos-eua-caiu-em-24-milhoes-de-barris-na-semana-passada/24143/”>estoques</a> nos Estados Unidos.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de  0,39% aos US$58,52 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$920,07, queda de 0,01%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$922,99 e alta de 0,51%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia