Ibovespa sustenta recorde e flerta com os 87 mil pontos

Volume financeiro ficou em R$11,13 bilhões

Flicker Creative Commons

O Ibovespa descolou do cenário externo e marcou mais um recorde nominal nesta quinta-feira. O bom humor prevalece por parte do investidor estrangeiro, que segue atento para os papéis das estatais, siderúrgicas, metalúrgicas, entre outras. A temporada de balanços também está superando as estimativas e reforçando o desempenho da bolsa de valores.

Os preços do petróleo voltaram a disparar nos mercados internacionais, com o referência, Brent, negociado na bolsa de futuros de Londres. O comportamento foi puxado pela divulgação dos <a href=”https://www.ultimoinstante.com.br/ultimas-noticias/economia/setores/estoque-de-petroleo-dos-eua-fica-em-16-milhao-de-barris-na-semana-passada/222828/”>estoques</a> dos Estados Unidos.

Ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,74% aos 86.686 pontos. O volume financeiro ficou R$ 11,13 bilhões. O IEE ficou queda 1,39%.

“O apetite do estrangeiro para os papéis de primeira linha prossegue, resta ver o volume diário acima dos R$9 bilhões, que era a média diária do ano passado. Os maiores resultados estão sendo demonstrados nos últimos dias com Wall Street no vermelho. Se voltarmos para os últimos quatro anos, quando o mercado norte-americano caia o índice acompanhava. Hoje, pelo menos até agora e em ano de eleição presidencial, o investidor está olhando com mais confiança para o Brasil, se certificando que as ofertas estão interessantes e a economia segue reagindo. Acho que saímos mesmo da crise”, pontuou o diretor da Codepe Investimentos, José Costa Gonçalves.

As ações com ganhos
ViaVarejo UNT, alta de 5,08%; BB ON, alta de 3,11%; Eletrobras ON, alta de 2,31%; Eletrobras PNB, alta de 2,19%; Lojas Renner ON, alta de 3,81%; e Cmeig PN, alta 3,07%

As ações com perdas
Qualicorp ON, queda de 2,53%; CCR ON, queda de 3,61%; Suzano Papel ON, queda de 2,85%; Cielo ON, queda de 2,63%; Ecorodovias ON, queda de 2,93%.

A Petrobras ON ficou em alta de 2,99% e a PN, alta de 2,42%.

A Vale ON ficou em alta de 1,94%.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica do Índice Bovespa em vigor de 02 de janeiro a 04 de maio de 2018. Os cinco ativos que apresentam o maior peso na composição do índice são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Commodities

O petróleo referência, Brent, ficou em alta na bolsa de Futuros de Londres a 2,18% a US$65,98 o barril.

O petróleo WTI ficou em alta de 1,67%, cotado a US$ 62,71 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 0,29% a US$78,20 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1.068,24, alta de 0,12%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$1.008,96 a tonelada e em alta de 0,29%.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia