IEE opera perto dos 4% de alta e Ibovespa mantém os 70 mil pontos

Ações da Cemig seguem valorizadas e puxam os dois índices

Arquivo: UI

O Índice Bovespa vem mantendo a alta 70 mil pontos nesta terça-feira. O grande salto do índice se dá com as ações da Eletrobras, acima de 45%, depois que o Ministério de Minas e Energia anunciou na noite desta segunda-feira a alternativa de desestatização de parte das empresas do grupo para conseguir sanar o rombo financeiro da gigante de energia brasileira.

Há pouco, o índice Bovespa estava em alta de 2,08% aos 70.064 pontos. O volume financeiro seguia para os R$9 bilhões. O Índice de Energia Elétrica – IEE segue em alta de 3,95%.

Há pouco, em coletiva de imprensa, o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho, afirmou que estão descartadas as Eletronuclear e a Usina Hidrelétrica de Itaipu no processo de desestatização da Eletrobras. No caso da empresa responsável pelas usinas nucleares brasileiras, o motivo é uma questão constitucional e, no caso de Itaipu, por se tratar de usina binacional dependendo de acertos com o Paraguai.

“Está escrito na Constituição que quem tem de ser o controlador [das usinas nucleares] é a União. A ideia não é ferir a Constituição. Já Itaipu será analisada em função dos acordos bilaterais com o Paraguai”, explicou o ministro.

As ações com ganhos
Eletrobras ON, alta de 45,42%; Eletrobras PNB, alta de 30,01%; Cemig PN, alta de 6,18%; e Brasil ON, alta de 3,80%.

As ações com perdas
Marfrig ON, queda de 0,97%; Suzano Papel PNA, queda de 0,57%; Fibria ON, queda de 0,20%; Braskem PNA, queda de 0,29%; e CPFL Energia ON, queda de 0,11%.

O comportamento dos papéis da Eletrobras e das demais elétricas já era esperado pelos analistas nesta terça-feira, já que ainda sob os efeitos dos ruídos os papéis da estatal de energia tiveram valorização na sessão de ontem.

“A gradual volta do sentimento de otimismo nos mercados brasileiros pós delação da JBS, culminou na bolsa rompendo os 70 mil pontos hoje. A proposta de privatização da Eletrobras puxa o índice na sessão desta terça-feira tanto por conta da percepção de um impacto positivo para a própria empresa, quanto pelo prospecto positivo para as contas públicas”, disse o gestor de Investimentos da GGR, Rafael Sabadell.

Pagamento de dividendos:
B3, Banco do Brasil, BBSeguridade e Gerdau.

Carteira Teórica

A Carteira Teórica, que passou a vigorar de 02 de maio a 01 de setembro no Ibovespa, mostra os cinco ativos com maior peso no índice: Itauunibanco PN (11,453%), Bradesco PN (8,244%), Ambev S/A ON (7,299%), Petrobras PN (5,331%) e Vale PNA (4,727%).

Commodities

O petróleo WTI, para entrega em setembro, estava em alta de 0,76%, cotado a US$ 47,73 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em queda de 0,35% aos US$79,75 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$890,60, queda de 0,04%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$879,49 e queda de 0,06%, a tonelada.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia