Preços do petróleo recuam com relatório de produção da OPEP

De acordo com a OPEP, a produção total para o cartel ainda caiu para 31.958 milhões de barris em fevereiro

Arquivo:SE

Os preços do petróleo caíram na terça-feira, na sequência de derrotas, depois do relatório mensal da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) mostrar que a produção fora da Arábia Saudita subir mais de 10 milhões de barris de petróleo por dia, juntamente com um aumento considerável na produção dos Estados Unidos.

Os contratos para entrega em abril dos WTI caíam 68 centavos, ou 1,4%, para seguir em US $ 47,72 o barril na Bolsa Mercantil de Futuros, Nova York. Os preços, que mantiveram seu terreno nos níveis mais baixos de liquidação desde o final de novembro, registraram a sétima perda consecutiva. O contrato para entrega em maio do Brent, que era negociado na Bolsa de Futuros (ICE), em Londres, subiu 43 centavos, ou 0,8%, para US $ 50,92 o barril, para baixo seis sessões consecutivas.

O último relatório mensal da OPEP revelou que o petróleo da Arábia Saudita chegou a 10,011 milhões de barris por dia em fevereiro, contra 9,748 milhões em janeiro, segundo dados apresentados pelo país. No entanto, o relatório da OPEP, baseado em fontes secundárias, mostrou que a produção caiu para 9.797 milhões de barris por dia no mês passado.

Ambos os totais sauditas estão abaixo da meta do país de 10.058 milhões de barris por dia estabelecida pelo acordo de corte de produção entre os membros da OPEP e outros grandes produtores.

De acordo com a OPEP, a produção total para o cartel ainda caiu para 31.958 milhões de barris em fevereiro de 32.097 milhões de barris por dia em janeiro.

Mas os Estados Unidos, que não estão no acordo de produção, a produção subiu para 9 milhões de barris por dia em fevereiro, 430 mil barris por dia a partir de setembro de 2016, de acordo com o relatório da OPEP.

Com apoio de Agências Internacionais

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia