Brasil na frente

Setor mineral brasileiro atrai investimentos e tem alta produtividade, diz secretário

PDAC é considerado o mais importante evento do setor mineral no mundo

Ao participar da 83ª convenção anual do Prospectors and Developers Association of Canada (PDAC), o secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia, Carlos Nogueira, ressaltou que o Brasil é um país rico em bens minerais e que continua a ser um destino para investimentos em desenvolvimento de recursos.

Nogueira disse que o Brasil tem uma forte tradição em mineração e é um País que tem a livre concorrência como um princípio constitucional. O secretário afirmou que apesar da crise mundial, as expectativas para o setor mineral brasileiro são positivas. “Apesar da crise financeira internacional e da redução dos preços das commodities, o setor mineral brasileiro manteve-se no nível de produção próximo ao do ano anterior. A produção de minério de ferro, por exemplo, era de cerca de quatrocentos milhões de toneladas (400 Mt) em 2014 e foi responsável por quase 25% das exportações do país”, explicou.

“Acreditamos que até 2018 os investimentos no setor serão muito expressivos, cerca de 50 milhões de dólares, conforme anunciado pelo setor produtivo”, disse Nogueira, que falou ainda sobre os investimentos do governo brasileiro em levantamento geológico. Segundo informou o secretário, o governo brasileiro investiu 350 milhões de dólares nos últimos anos em conhecimento geológico. “O Brasil já conhece 68% do seu território por causa dos levantamentos aerogeofísicos que foram realizados com técnicas modernas de aquisição e processamento”, finalizou.

O PDAC – é considerado o mais importante evento do setor mineral no mundo. A Convenção ocorreu entre os dias 1º a 4 de março, em Toronto, no Canadá, e reuniu representantes em prospecção, pesquisa geológica, exploração e desenvolvimento mineral, incluindo governos e seus órgãos de gestão mineral, além de investidores, empresas de serviços, associações da indústria mineira, executivos, gerentes de exploração de empresas mineradoras, engenheiros de minas e geólogos.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia