Setor mineral tem superávit de US$ 4,2 bilhões no 1º trimestre de 2015

Recuo foi causado pela queda dos preços dos principais minérios de pauta, principalmente do minério de ferro

Setor e as exportações

A balança comercial do setor mineral apresentou saldo positivo de US$ 4,2 bilhões no primeiro trimestre deste ano. As exportações do setor mineral somaram US$ 10,7 bilhões, com participação de 25% do total das exportações brasileiras.

A mineração foi responsável por US$ 4,9 bilhões desse total, valor 18% menor do que o registrado no mesmo período de 2014, causado pela queda dos preços dos principais minérios de pauta, principalmente do minério de ferro, cujas exportações representaram 9% do total das exportações brasileiras, 36% das do setor mineral e 78% da mineração (extrativa). No período, o preço médio dessa commodity declinou cerca de 50%, atribuindo-se este declínio à redução da demanda da China, principal comprador brasileiro e mundial.

Segundo análise feita pela Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral do Ministério de Minas e Energia (SGM/MME), no primeiro trimestre de 2015, as importações da mineração (extrativa) totalizaram US$ 1,7 bilhão, avançando 6,2%, em relação ao mesmo período do ano anterior, atribuído ao aumento dos preços dos principais minérios importados: potássio, fosfato e enxofre bem como ao aumento, em volume, das importações de carvão metalúrgico.

No primeiro trimestre de 2015, a arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM), os royalties da mineração, totalizaram R$ 358 milhões, registrando queda de 27% em relação ao mesmo trimestre de 2014, quando somaram R$ 487 milhões.

No período, foram concedidas 162 portarias de Lavra e 2.360 alvarás de pesquisa.

0 acharam esta informação útil

0 não acharam esta informação útil

Assuntos desta notícia